Também pode lhe interessar:

Afinal, qual a diferença de uma Smart TV para uma não Smart? Descubra!

Afinal, qual a diferença de uma smart tv para uma não smart? Descubra!

A conexão com a internet tem se tornado algo cada vez mais essencial para aqueles que desejam usufruir o melhor dos recursos digitais em uma TV. 

Isso tem ficado ainda mais evidente, especialmente em dispositivos como smartphones, notebooks e computadores. 


Pensando nisso, podemos dizer que escolher um bom aparelho televisor hoje em dia, significa decidir pela melhor televisão com sistema inteligente, as chamadas Smart TVS


Porém, será que as não Smart TVs conhecidas como TVs convencionais já foram ultrapassadas? Afinal, quais são os principais diferenciais de uma smart TV para uma não smart?


Bom, será sobre isso que falaremos no artigo de hoje. Neste artigo te mostraremos os principais diferenciais de uma Smart TV para uma não Smart e o que esperar de cada modelo. 


Smart TV: sinônimo de tecnologia e conectividade 


As Smart TVs surgiram para dar vida a um conceito muito essencial nos dias de hoje - conectividade. 


Atualmente, ser inteligente corresponde a estar conectado e com um equipamento desses, você pode não só assistir a programação oferecida pelos canais da televisão aberta ou mesmo aqueles que você adquiriu em um plano de TV por assinatura, mas também assistir a filmes, jogar, acompanhar as redes sociais e usar muitos outros aplicativos – isso tudo sem precisar utilizar um celular, tablet ou computador.


Nas televisões mais modernas é possível, inclusive, usar o comando de voz e gestos para fazer postagens, sem precisar ter um computador conectado a elas.


Outro ponto muito interessante é que as fabricantes dessas Smart TVs também costumam disponibilizar aplicativos parceiros, às vezes com conteúdo exclusivo para a marca, sempre respeitando plataformas compatíveis com o processador do aparelho. Em alguns modelos, há grande quantidade de aplicativos, mas claro que isso se reflete no preço.


Apesar de ser algo ainda muito moderno, muitas dessas TVs também podem exibir conteúdo tridimensional, sendo também possível encontrar modelos de Smart TV 3D, que já vêm com óculos para filmes ou até óculos especiais para jogos.


Algumas Smart TVs também disponibilizam um acessório muito útil nos dias de hoje, as Webcams, uma boa opção para quem gosta de participar de conversas por vídeo.


E essa não é a única utilidade deste acessório já que em alguns modelos é a câmera que reconhece o controle de gestos.


A Smarts TVs hoje em dia também já vem, em sua maioria, com uma integração com outros dispositivos, que pode ser feita com fio, por meio de conexões como HDMI, MHL e USB, ou sem fio, com as tecnologias DLNA, NFC e Bluetooth. 


Pensando nisso, antes de escolher seu modelo de Smart TV, recomendamos que verifique se ela é compatível com seu smartphone, tablet, Blu-Ray Player etc.


Tais conexões são muito úteis e servem para compartilhar conteúdo, exibir arquivos armazenados em outras fontes e até espelhar a tela da Smart TV em um tablet ou smartphone e vice-versa.


Confira agora os prós e contras de uma TV comum, sem acesso direto a Internet, e descubra se comprar ou usar um televisor sem ser Smart ainda vale a pena.


Smart TVs x TV convencionais - principais diferenciais de cada modelo 


Como já demonstramos neste artigo, consideramos uma TV como Smart, principalmente, pelo fato de que o aparelho pode ser conectado à Internet, tendo acesso a aplicativos, jogos e conteúdo distribuído via streaming a partir da rede.


Numa TV convencional, em contrapartida, não há nada disso: o aparelho não acessa a Internet e o sistema operacional, rudimentar, é feito apenas para gerenciar as funções do aparelho, como sintonização de canais, controle de volume, conexão com outros aparelhos via portas de saída e entrada e etc. 


E quando nos referimos a qualidade de imagem e som, podemos dizer que as Smart TVs podem também tirar proveito de ajustes mais precisos e recursos de configuração da qualidade de imagem e som que você, eventualmente, não encontraria na TV comum. 


Porém, aqui é importante deixarmos claro que essas configurações avançadas não vão deixar um aparelho muito à frente do outro em termos de qualidade de áudio e vídeo.


E quando nos referimos a conectividade, se deixarmos de lado o fator  evidente que a TV sem ser Smart em geral não acessa à Internet, saiba que é possível sim ver o mesmo grau de equilíbrio em termos de portas de entrada e saída.


A nossa única recomendação é que você opte sempre por aparelhos de TV com a maior quantidade possível de portas HDMI e USB. 


Isso porque o HDMI vai permitir deixar sua TV inteligente se você quiser (ou se ela já for Smart, vai te proporcionar uma porta de saída para experimentar outras plataformas), e a entrada USB garante que poderá baixar vídeos da Internet para reproduzir no seu aparelho.


Para finalizar, é importante frisarmos que, apesar dos diferenciais de uma Smart TV para uma convencional serem evidentes, isso não quer dizer que são televisores inferiores em qualidade de som e imagem, e sim que são aparelhos com abordagem e experiência de uso mais simples.


E aí? O que achou do artigo? Gostou das dicas e informações? 


Aproveite, curta e compartilhe a sua opinião conosco! 


0 comments:

Postar um comentário