Também pode lhe interessar:

Como fazer harmonização facial sem cirurgia?

Como fazer harmonização facial sem cirurgia?

Indícios de envelhecimento, como marcas de expressões e rugas, podem ser solucionados com a harmonização facial, um procedimento não cirúrgico e minimamente invasivo. O método favorece o alinhamento e refinamento dos ângulos faciais, possibilitando ao paciente um rosto simétrico e a suavização dos sinais nos lábios, testa, supercílios, maxilar, queixo, olheiras e região molar, tornando a aparência mais jovial.

Harmonização facial, quem pode fazer?

O procedimento é indicado para homens e mulheres que desejam revigorar a aparência da face. Sendo assim, é imprescindível saber que, como qualquer outro tratamento, a harmonização facial é uma intervenção estética individualizada e personalizada, ou seja, as técnicas escolhidas são aplicadas de acordo com as particularidades de cada pessoa, fazendo com o que os resultados estejam alinhados com as expectativas esperadas.

Para começar, a primeira fase se baseia na avaliação do especialista, o qual identifica as correções a serem realizadas, considerando as queixas citadas pelo paciente em relação ao rosto. Assim, ele poderá indicar os melhores tratamentos, com o intuito de solucionar os principais desconfortos. Tão logo identificadas, as áreas são demarcadas e preparadas para iniciar a intervenção de harmonização facial.

Como é realizada e quais os procedimentos usados?

Não existe uma regra determinada, pois cada rosto é único. Além disso, há fatores a serem considerados, como a idade e os sinais contidos na face. Portanto, as características evidenciadas que precisam ser equilibradas e uniformizadas variam muito. Assim, é necessário conhecer os procedimentos e suas funções específicas. Veja:
  • Toxina botulínica – popularmente conhecida como Botox, usado na redução de rugas, correção do sorriso gengival e abertura das narinas;
  • Preenchimento facial – ameniza marcas de expressões, corrige o contorno e volume do rosto, viabilizando a harmonização facial;
  • Lipo de papada – procedimento realizado para eliminar o excesso de pele e gordura da área do pescoço (queixo duplo), tratado com aplicação de ácido deoxicólico;
  • Bichectomia – tem o objetivo de eliminar as gorduras das bochechas, promovendo um rosto mais fino;
  • Lifting facial – realizado com o uso de fios (ácido polilático) de sustentação e é absorvido pelo corpo de forma natural. Capaz de eliminar rugas, flacidez e excesso de pele.

Recuperação e resultados após a harmonização facial

Sendo os procedimentos realizados na harmonização facial minimamente invasivos, logo após a finalização da aplicação, o paciente retorna as suas atividades ao sair do consultório e consequentemente consegue observar os resultados. Porém, é necessário aguardar até 30 dias para obter uma avaliação completa do efeito. Os benefícios do tratamento são temporários, durando até 2 anos em média.

Na maioria das vezes a harmonização facial pode ser considerado um procedimento seguro, mas para isso é essencial escolher um profissional capacitado. Pois, quando a técnica não é realizada corretamente, pode estar associada com alguns riscos, como obstrução do fluxo sanguíneo na área e necrose (morte do tecido), além da deformidade na face.

Com o auxílio de um especialista qualificado, é possível ter um rosto harmônico, plenamente natural. Contudo, fale sobre as suas expectativas e veja quais são as soluções possíveis. O objetivo é obter um resultado esteticamente proporcional, sem colocar a saúde do paciente em risco. Para saber mais sobre harmonização facial, solicite uma avaliação personalizada e tire suas dúvidas.

0 comments:

Postar um comentário