Também pode lhe interessar:

In-feed

O belo Burro de Poitou com seus longos dreadlocks

O Burro de Poitou é o mais velho representante da espécie dos asnos. Peludo demais, parece que ele está vestido com um casaco de pele. Esse burro virou a grande atração da região de Poitou, no centro-oeste da França. 

O burro teria se originado do noroeste da África. Muitos povos do Oriente Próximo o conhecem e domesticam há muito tempo, e as várias invasões o trouxeram muito cedo na Europa, onde se desenvolveu principalmente nos países do sul.

Burro de Poitou

Não só pela excessiva quantidade de pelos, mas também por ter escapado da extinção. No começo dos anos 70, os jumentos de Poitou - que fizeram a riqueza de muitos criadores franceses no século XVIII - estavam reduzidos a não mais que 20 machos e 14 fêmeas. Culpa da consanguinidade (cruzamento sempre dentro do mesmo grupo) que estava enfraquecendo a espécie. 

Burro de Poitou

Para salvá-los, o jeito foi providenciar sangue novo. Isso se tornou possível graças a 18 fêmeas vindas de Portugal. Elas cruzaram com um macho de raça pura e deram origem a uma primeira geração de burros. Por sua vez, as fêmeas da nova geração cruzaram novamente. Depois de sucessivos cruzamentos, a sétima geração reúne 180 animais de raça pura. Mas só quando esse número chegar a 500 é que a espécie poderá ser considerada fora de perigo.

Burro de Poitou

O burro de pêlo comprido

A raça Baudet du Poitou possui características inconfundíveis. Eles são famosos por sua pelagem longa, castanha escura ou preta e orelhas fofas. Sua pelagem de cabelo frequentemente se assemelha a longos dreadlocks. Essas criaturas são uma das maiores raças de burros do mundo. Apesar de seu grande tamanho, eles são bastante dóceis, sociais e bem adaptados a uma variedade de trabalhos.



Comentários

In-feed

Também pode lhe interessar:

Postagens mais visitadas deste blog

Passo a passo: Como fazer sabão em casa

Banana Roxa: Você conhece?

Os 10 Peixes mais bonitos do Mundo

O fascínio da Lua...

Alongamentos: exercícios para aumentar a flexibilidade muscular que possibilita ampliar e agilizar qualquer movimento corporal

Víbora Rinoceronte (Bitis nasicornis)