Também pode lhe interessar:

In-feed

Idolomantis Diabolica, o Rei dos Louva-a-Deus

O Idolomantis Diabolica é conhecido como o ‘Rei dos Louva-a-Deus’, devido a seu tamanho,raridade e beleza.

Idolomantis Diabolica, o rei dos Louva-a-Deus

Descrição

Idolomantis diabolica é um grande louva-a-deus da família Empusidae. As fêmeas crescem cerca de 13 cm de comprimento e os machos cerca de 10 cm. É nativo da Etiópia, Quênia, Malaui, Somália, Tanzânia, Sudão do Sul e Uganda. Seu corpo é magnificamente colorido, com vermelho, branco, azul, roxo e preto.  Esta espécie é mais um dos muitos insetos que imitam uma flor.

Anatomia

A estrutura anatômica básica de I. diabolica é semelhante à da maioria das espécies da ordem Mantodea , mas a morfologia de cada espécie varia de acordo com seu habitat nativo, e esta espécie é modificada um pouco para melhorar seu mimetismo floral.

Possui asa verde brilhante e estruturas pequenas e isoladas, constituídas de células sensoriais, revestidas por células pigmentadas, conectadas ao nervo óptico  grande e colorido chamadas de ocelos. 

Idolomantis Diabolica, o rei dos Louva-a-Deus

Cabeça

A cabeça de I. diabolica contém três componentes vitais: olhos compostos, antenas e mandíbulas. Os olhos compostos, compostos por milhares de células fotorreceptoras individuais, permitem uma boa visão. O arranjo das unidades fotorreceptoras, por exemplo, permite que o inseto capture uma amplitude perceptual de 180°. 

Isso permite que a I. diabolicapara identifique presas e predadores sem aumentar sua vulnerabilidade ou estragando sua camuflagem. As antenas, um par de cerdas longas e finas, servem como percepção sensorial do inseto. Projetando-se para fora, as antenas podem detectar muito no ambiente circundante, como produtos químicos, movimento e odores. 

As antenas masculinas são mais desenvolvidas do que as femininas e são parecidas com penas. Isso permite que eles rastreiem as fêmeas, detectando os feromônios liberados pelas fêmeas. Esses feromônios notificam os machos de que as fêmeas estão prontas para se reproduzir. As mandíbulas podem ser usadas para "rasgar, furar ou triturar" alimentos.

Com projeções de folhas verdes nas pernas, e coloração marrom do corpo, esta espécie é um verdadeiro mestre dos disfarces. Ambos os sexos possuem asas totalmente crescidas, abrangendo todo o abdome. 

Idolomantis Diabolica, o rei dos Louva-a-Deus

A determinação do sexo é o usual, 8 segmentos para o sexo masculino e 6 ou 7 para o feminino. Outro dimorfismo sexual é a diferença na aparência das antenas.

Comportamento defensivo

Ao ser confrontado por um predador, a I. diabolica inicia uma exibição deimática na tentativa de "assustar ou distrair momentaneamente um predador". Suas patas dianteiras, especificamente os fêmures, são elevadas para expor os padrões conspícuos descritos na parte inferior do tórax e abdômen. Da mesma forma, as asas exibem uma combinação de cores vibrantes. A análise observacional da I. diabolica em ambientes cativos revelou uma tática adicional de mudar suas asas da esquerda para a direita para assustar e confundir predadores. 

Comportamento predatório

Na presença de uma presa, a I. diabolica, personificando uma flor, permanece imóvel. Seu objetivo é seduzir o inseto para sua zona de ataque. Nesta zona, a Idolomantis diabolica usa as tíbias de suas pernas para agarrar e manter um forte controle sobre a presa. As mandíbulas são então "manejadas como armas formidáveis" para decapitar e devorar a presa. A preferência alimentar da I. diabolica é exclusivamente de insetos aerotransportados, especificamente moscas, mariposas, borboletas, besouros e quaisquer outros insetos que voam. 

Veja também: Louva-a-deus por um belo dia


Fonte: Domescobar


Comentários

In-feed

Também pode lhe interessar:

Postagens mais visitadas deste blog

Passo a passo: Como fazer sabão em casa

Banana Roxa: Você conhece?

Os 10 Peixes mais bonitos do Mundo

Borboleta 88 (Em Extinção)

O fascínio da Lua...

Aranha caranguejeira Ravine