Também pode lhe interessar:

In-feed

Arminho - Mustela erminea

É um pequeno carnívoro pertencente à Família dos Mustelídeos. É semelhante à doninha (Mustela nivalis), diferindo desta por ter uma cauda mais longa, pela sua extremidade ser negra e pela linha que separa o dorso castanho do ventre branco ser sempre rectilínea, ao contrário da doninha em que é irregular.
Arminho - Mustela erminea

Tem corpo cilíndrico e alongado, patas curtas, pescoço longo, cabeça achatada e triangular e as suas orelhas são arredondadas. A pelagem de Verão é castanho arruivada no dorso e creme no ventre, enquanto que no Inverno é parcial ou totalmente branca, excepto a ponta da cauda (negra). Muda o pêlo na Primavera e no Outono.
Arminho - Mustela erminea
Ocupa a maior parte da região Holárctica (Europa, metade Norte da Ásia e América do Norte) e em Portugal só foi encontrado pela primeira vez em 1985, no distrito de Vila Real. A sua distribuição no nosso país está restringida a Norte do rio Douro, estando descrita a sua presença no Parque Nacional da Peneda-Gerês, no Parque Natural de Montesinho e no Parque Natural do Alvão.
Arminho - Mustela erminea
O arminho é quase exclusivamente carnívoro, sendo especialista em pequenos mamíferos. Alimenta-se sobretudo de roedores, lagomorfos (coelho e lebre) e aves. As fêmeas alimentam- se de presas mais pequenas, principalmente ratos do campo. Os machos alimentam-se preferencialmente de pequenos coelhos, lebres, aves e pequenos roedores.

Descrição física
No tamanho adulto, o comprimento total do corpo, da cabeça à garupa, é de 170 mm a 330 mm. Os machos são geralmente duas vezes maiores que as fêmeas, com os machos pesando de 67 a 116 gramas e as fêmeas de 25 a 80 gramas. O comprimento da cauda é cerca de 35% do comprimento total do corpo, variando de 42 mm a 120 mm. O arminho tem a forma típica de doninha: corpo longo, pernas curtas, pescoço longo sustentando uma cabeça triangular, orelhas arredondadas ligeiramente protuberantes, olhos pretos brilhantes e bigodes longos. Seu pelo curto e moderadamente fino é branco no inverno e a ponta da cauda é preta. No verão, o pêlo dorsal é castanho chocolate, enquanto o pêlo ventral que se estende até o lábio superior é branco amarelado.

Arminho - Mustela erminea
Em climas mais severos, o arminho (especialmente as fêmeas), caça muitas vezes debaixo da neve e alimenta-se praticamente só de pequenos roedores e de lemingues.

Comportamento
O corpo ágil e flexível do arminho permite que ele se mova rapidamente acima do solo e através de tocas subterrâneas. As fêmeas caçam em túneis mais do que os machos, o que pode explicar o maior número de machos capturados. O arminho também pode correr facilmente na neve. Este predador ideal caça em ziguezague, progredindo por uma série de saltos de até 50 cm cada. O arminho investiga cada buraco e fenda, muitas vezes parando para examinar os arredores, levantando a cabeça e ficando em pé sobre as patas traseiras. Eles podem viajar até 15 km em uma noite.

Os machos adultos dominam as fêmeas e os jovens. As mulheres tendem a permanecerem em seu local de nascimento por toda a vida. Os machos se dispersam e alcançam grandes territórios que geralmente abrangem ou se sobrepõem aos territórios das fêmeas.

O arminho macho e fêmea só se associam durante a época de reprodução.
Arminho - Mustela erminea

Alcance Geográfico
O arminho tem uma distribuição circumpolar. Eles são encontrados nas regiões temperadas do norte da Eurásia e América do Norte. No Novo Mundo, eles variam de leste a oeste em uma ampla faixa do Oceano Ártico e as ilhas adjacentes do arquipélago canadense em direção ao sul para o norte dos Estados Unidos. o arminho está ausente das Grandes Planícies. 

Arminho - Mustela erminea

Habitat
O arminho prefere matas ciliares, pântanos, cercas de arbustos e áreas abertas adjacentes a florestas ou bordas de arbustos. Embora os arminhos sejam principalmente terrestres, eles sobem em árvores e nadam bem. Raízes de árvores, troncos ocos, paredes de pedra e tocas de roedores são usados como tocas. As densidades são geralmente cerca de 300 mm abaixo do solo. Os arminhos revestem seus ninhos com vegetação seca e pelos e penas de presas. As cavidades laterais das tocas são usadas como esconderijos de comida e latrinas. 

Arminho - Mustela erminea

Veja Também: Raposa branca do Ártico


Comentários

In-feed

Também pode lhe interessar:

Postagens mais visitadas deste blog

Passo a passo: Como fazer sabão em casa

Banana Roxa: Você conhece?

Os 10 Peixes mais bonitos do Mundo

Borboleta 88 (Em Extinção)

O fascínio da Lua...

Aranha caranguejeira Ravine