Também pode lhe interessar:

In-feed

Ilha de Chipre - Maior Ilha do Mediterrâneo Oriental

Está situada a sul da Turquia. As duas principais regiões montanhosas (Carpas a norte e Trogodos na parte central e a sudoeste da ilha) estão separadas pela planície fértil de Mesoreia. O Chipre sempre foi um ponto de interseção entre a Europa, a Ásia e a África, e ainda possui muitos vestígios das várias civilizações
 Teatros e vilas romanos, igrejas e mosteiros bizantinos, castelos dos cruzados, mesquitas otomanas e locais de habitação pré-históricos.  As principais actividades económicas da ilha são o turismo, a exportação de vestuário e de artesanato e a marinha mercante
 Bordados, cerâmica e trabalhos em cobre são as principais especialidades do artesanato tradicional. A cozinha tradicional local inclui o meze – uma seleção de aperitivos servidos como prato principal, queijo halloumi/hellim e os schnaps zivania. A República do Chipre obteve a independência da Grã-Bretanha em 1960
 Três anos mais tarde, a violência sectária irrompeu entre turcos e gregos cipriotas. Desde 1974 que a ilha está de facto dividida, depois de um golpe de estado apoiado pela junta militar na Grécia contra o Presidente cipriota Makarios e a intervenção subsequente do exército turco. Apesar dos vários esforços para reunificar o país, o mesmo continua dividido até hoje.
 Chipre é também conhecida como a Ilha de Afrodite, a deusa do amor e da beleza, que, segundo reza a lenda, aí terá nascido. No domínio da cultura, destacam-se, na literatura moderna, o poeta e escritor Costas Montis e o escritor Demetris Th. Gotsis e, na música, os compositores Evagoras Karageorgis e Marios Tokas.
 

 
 

Fonte: europa

Comentários

In-feed

Também pode lhe interessar:

Postagens mais visitadas deste blog

Passo a passo: Como fazer sabão em casa

Banana Roxa: Você conhece?

Os 10 Peixes mais bonitos do Mundo

O fascínio da Lua...

Alongamentos: exercícios para aumentar a flexibilidade muscular que possibilita ampliar e agilizar qualquer movimento corporal

Víbora Rinoceronte (Bitis nasicornis)