Sunday, September 7, 2014

Salto do Iucumã: a cachoeira de 3 km que corre paralela ao rio

Também conhecidas como Grande Salto Moconã, as cachoeiras não seguem a trajetória normal das quedas de água como estamos acostumados a ver. Elas correm ao longo da extensão de um rio que vai derramando água pelo lado em um desfiladeiro.

 Está localizado entre o noroeste do município de Derrubadas, no estado do Rio Grande do Sul e o sudeste do município de El Soberbio, na província Argentina de Misiones, e atua como uma fronteira natural entre os dois países

Uma característica incomum do rio Uruguai, é a presença de desfiladeiros ou trincheiras submersas no fundo do canal do rio. A garganta, que deve ter se formado durante a Idade do Gelo, quando o clima era mais seco e o rio era mais estreito, tem até 100 metros de profundidade. O cânion é visível apenas em dois lugares, um dos quais é o Salto do Iucumã.

Em idioma guarani Iucumã significa "grande queda" e Moconã "que tudo engole". As quedas em si não são visíveis durante 150 dias do ano, quando o rio está cheio. Durante este período, as quedas se tornam mais como corredeiras, mas quando o nível da água baixa e cai abaixo da borda do cânion, ele começa a derramar na garganta agora exposta, e as Quedas de Iucumã estão formadas. 

Dependendo do volume de água arrastada pelo rio Uruguai, a altura das quedas varia de cinco a dez metros. A largura da cachoeira também varia segundo o volume de água, entre 1.800 e 3.000 metros de largura.

De relevo acidentado, marcado por numerosos cursos de rios e arroios e coberto por uma importante massa de árvores, o Salto do Moconá (lado Argentino) oferecem mais de cem alternativas para desfrutar a natureza: travessias em veículos com tração nas quatro rodas, atividades de sobrevivência em plena selva, turismo de estadia com cavalgadas, caminhadas, passeios de jipe e também a descido do rio em canoas, o chamado, rafting.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...