Monday, April 28, 2014

Cavalos Árabes

As origens do Árabe puro-sangue não são de todo conhecidas e por isso, é um assunto que origina muitos debates. Mas uma coisa é certa em todas as teorias da sua evolução: esta raça é muito antiga, provém do Oriente e foi criada em zonas desérticas ou semidesérticas.
Os cavalos Árabes são os pais de todas as raças, e o sangue dos seus gloriosos antepassados corre nas veias de quase todas as raças de cavalos modernos. O Árabe de puro-sangue foi utilizado durante os tempos para melhorar e afinar bastantes raças.

O deserto moldou o cavalo Árabe, durante a dinastia dos Califas de Bagdade. Durante quase mil anos de vida nómada em meios hostis o cavalo Árabe foi-se transformando. A vida ao lado dos beduínos os converteu em especialistas em correr longas distâncias em pouco tempo. Foi assim que ganhou a sua velocidade e robustez.
Estes cavalos são rápidos, manejáveis, valentes e resistentes. O Árabe de puro-sangue tem uma pele muito fina. Possui um porte de 145 a 155 cm em média e a sua pelagem pode ter qualquer tipo de cor, sendo o preto uma cor rara de se encontrar.
As características mais destacáveis desta raça são o seu pêlo sedoso, o seu pescoço arqueado com uma cabeça particularmente expressiva e um perfil côncavo. O seu peito é firme e descoberto, as suas costas são mais curtas e amplas e a sua traseira é alta e também firme.
No mundo dos desportos equestres, o seu desafio favorito é o da resistência onde monopoliza os primeiros lugares do pódio. Não é raro ver um cavalo Árabe em provas de salto de obstáculos.


Veja também: Mitos do Cavalo Branco: O cavalo branco na Índia



 

Fonte: mundoentrepatas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...