Monday, April 14, 2014

A pedra dourada de Buda

Equilibrada precariamente na borda do Monte Kyaiktiyo, em Mianmar no sul da Birmânia, a 825 metros de altitude, e a 10 km de Kinpum,  uma enorme pedra de granito de 7 metros de altura permanece desafiando a gravidade desde os tempos mais remotos.
Conhecida como a Pedra Dourada de Buda, a rocha virou símbolo e local de peregrinação para os adeptos do budismo. Muitos budistas acreditam que aquele que visitar o templo de Kyaiktiyo, e a pedra dourada três vezes, durante o mesmo ano, será abençoado com riqueza e reconhecimento de sua bondade.

Antes de chegar a pedra, há uma praça principal, cujo piso é todo coberto por mármore branco. Uma pequena passarela leva até sua base. Apenas os homens podem chegar perto e tocá-la. Quase todos compram um envelope com cinco lâminas douradas. Com cuidado, cada retângulo é grudado na pedra.
A pedra é totalmente folheada a ouro e apoia-se perigosamente na borda do penhasco, de forma tão inacreditável, que muitos pensam que ela é ligada à base de alguma maneira. Mas, numa observação mais cuidadosa, é possível confirmar que, são duas rochas diferentes.
À medida que o país vai se abrindo para o mundo, mais peregrinos fazem a viagem para conhecer este lugar especial. Apenas o vislumbre da Pedra Dourada desafiando constantemente a gravidade, traz inspiração suficiente para uma pessoa se converter ao budismo. Ao por do sol, centenas de pessoas se reúnem ao redor da rocha. Rezam, repetem mantras, queimam incenso e oferecem doações. Monges sentam no solo, em um lugar reservado, e passam a cantar textos sagrados que são ouvidos em silencio em respeito. 
À medida que a luz se dissipa, o número de devotos na praça principal aumenta, e holofotes iluminam a rocha com vigor. A pedra fica ainda mais dourada e contrasta com o céu azul escuro, que em poucos minutos passa a ser negro. Ninguém sobe e desce à Kyaikhtiyo no mesmo dia. Todos passam pelo menos uma noite no vilarejo sagrado, que possui vários alojamentos e alguns monastérios reservados para monges, além de incontáveis lojas que vendem comidas, bebidas e artigos religiosos. 
A rocha sagrada parece estar segura por apenas um fio de cabelo – literalmente. Na verdade, uma das lendas conta que a rocha converteu-se em um santuário há 2.500 anos (quando Buda ainda estava vivo) e que estaria colocada sobre um de seus fios de cabelo. Outro mito narra que a pedra foi trazida da beira do mar até as montanhas por anjos que a teriam deixado em equilíbrio perfeito.


Veja também: Países com padrão de beleza diferente


Fonte: gazetadebeirute


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...