Thursday, March 20, 2014

Plantas Inseticidas

Entre as espécies vegetais, algumas possuem propriedades inseticidas, como o piretro e o derris.
O gênero crisântemo (do grego flor de ouro) tão cultivado nos jardins e como flor de corte, tem uma espécie que possui uma substância, a piretrina, que controla vários tipos de insetos. Esta planta da Família das Compostas, como as margaridas, as calêndulas e o girassol, é o Chrysanthemum cinerariaefolium.

As piretrinas atacam o sistema nervoso de todos os insetos e inibem as fêmeas dos mosquitos de morder. Quando usadas em quantidades menores atuam como repelentes. São muito tóxicas para os peixes e menos venenosas para aves e mamíferos, aliás, menos venenosas que muitos dos inseticidas comercializados no país. O piretro é biodegradável, não persistindo durante muito tempo, especialmente em contato com a luz.
A planta se desenvolve melhor em climas frescos, moderadamente chuvosos, onde os verões são mais curtos, como é o caso da Dalmácia de onde é originário. Aqui, no Brasil, as melhores regiões para seu cultivo são o Sul e as montanhas em São Paulo (Campos do Jordão, São João da Boa Vista e na Serra de Fartura). A floração é em setembro e das pétalas novas se extrai o piretro.

Já o derris ou timbó são denominações populares do Derris urucu e do Derris nicou, árvores nativas em diversas regiões subtropicais da América do Sul, especialmente Brasil e Peru. As raízes, que contem rotenona, substância com propriedades inseticidas, devem ser colhidas quando as plantas passam de dois anos de idade. Tanto as piretrinas como a rotenona são inócuas para os animais de sangue quente e, esta última, é muito eficaz no controle de larvas de mariposa, cochonilhas, pulgões e, inclusive, a mosca doméstica.


Veja também: Tipos de plantas funcionam como repelentes naturais de insetos


Fonte: jardimcor
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...