Saturday, March 15, 2014

Flagrante mostra venda de aparelhos odontológicos no centro de São Paulo

Tratamento falso é usado por adolescentes porque está na moda. Uso pode gerar problemas nas gengivas, perda óssea e queda dos dentes.
Um flagrante no centro da maior cidade do país: aparelhos odontológicos são oferecidos no meio da rua em São Paulo. 
O tratamento falso é usado sem necessidade por adolescentes que compram os instrumentos como se fossem acessórios, porque está na moda.
Em pouco tempo, o uso desses aparelhos piratas pode gerar problemas nas gengivas, perda óssea e até a queda dos dentes. Os jovens estão usando os aparelhos como enfeites. Em muitos casos, eles mesmos colocam os acessórios, que são vendidos sem fiscalização nenhuma nas ruas de comércio popular.

Um adolescente, de 16 anos, que não quer se identificar, conta que pagou R$ 60 para colocar um suposto aparelho ortodôntico. A intenção não era arrumar os dentes. “Por causa que era o que estava na moda. Também queria ficar na moda. Meus colegas usavam”, conta o jovem.

Ele diz que uma mulher, que não era dentista, instalou o material, de cor azul bebê. “Eu fiquei quatro meses. Doía um pouco. De vez em quando doía, tinha vezes que ficava normal. Quando doía, é só lamentar, não tinha o que fazer”, lembra.

O adolescente mesmo arrancou os ferros e elásticos depois que a mãe o convenceu dos riscos para os dentes.

Na internet, as redes sociais mostram fotos de sorrisos com borrachas coloridas como se fossem acessórios e até ensinam como manusear os produtos. Em uma delas, dois jovens colocam eles mesmos os aparelhos.

No centro de São Paulo é possível encontrar todo tipo de oferta de materiais que só deveriam estar em consultórios. “O arame sai R$ 5 e a borrachinha R$ 5 também cada um. É de dentista mesmo”, afirma o vendedor.

O próprio vendedor diz que faz o trabalho. “Isso é fácil. Aquelas pinça de mulher. Você vai passar a cola, vai pegar a pinça e colar. Vai colar certinho. Eu colo nos moleques lá perto de casa. Os moleques que quer fazer modinha. Eu seco com secador”, conta o vendedor.

Todo o material faz parte de um tratamento e só pode ser usado por um dentista. Por isso uma das recomendações dos especialistas é nunca comprar produtos ortodônticos se você não for um profissional. Caso contrário, os danos para os dentes podem ser irreversíveis.

“Perda óssea, perda da raiz do dente. Um problema de posicionamento dentário. Problemas de mastigação, problemas na articulação. Um dano muito grande na saúde de quem está colocando achando que aquilo é um enfeite, uma moda, porém está causando um sério dano à saúde bucal”, afirma Claudio Miyake, presidente do Conselho Regional de Odontologia de SP.

O Conselho Regional de Odontologia de São Paulo disse que está tentando criar uma lei que proíba a venda de material odontológico para quem não é dentista. Hoje não existe regulamentação a respeito.




Veja também: Mitos e verdades sobre saúde bucal


Fonte: G1
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...