Tuesday, February 25, 2014

O pequeno mamífero alpino que come “papel”

O aquecimento global é um fato, apesar de refutado diversas vezes por muitos estudiosos. A preocupação é maior por parte dos biólogos conservacionistas, que temem o futuro das espécies que dependem do frio, como os mamíferos. A espécie Ochotona Minor, conhecida como Pika, pode ser capaz de sobreviver ao aquecimento do planeta, graças à uma fonte primária de alimento muito incomum.
 Os pikas vivem em áreas frias, nos alpes americanos. São membros da ordem lagomorfa, que incluem coelhos e lebres. Esses animais possuem um metabolismo elevado, o que lhes permite produzir grandes quantidades de calor para passar mais dois dias vivendo em temperaturas prejudiciais à espécie (acima dos 25.5º C).

Um estudo descobriu que os pikas que vivem em altitudes mais baixas podem prosperar, pois são capazes de adaptar seu comportamento a um planeta em aquecimento. A estudante Johanna Varner ficou tão fascinada ao ouvir os relatos desses animais, pois vivem em uma área muito mais baixa à usual. 
Na montanha, onde eles comumente são encontrados, os pikas passavam apenas 3 meses sem neve, enquanto nessas altitudes baixas, a neve dura menos de 3 meses. Varner ficou intrigada ao fato de como eles sobreviveram e o que eles comeram.
Nas observações de campo, eles constataram que os animais consumiram uma dieta inteiramente composta de musgo, que não são uma fonte de alimento de alta qualidade de nutrientes. A pesquisadora diz que “mamíferos normalmente não pode comer grandes quantidades de musgo porque é um alimento de baixa qualidade. Trata-se de 80% de fibra, que é o mesmo que comer papel”.
Além do mais, os pikas extraem sua nutrição adicional de um hábito chamado coprofagia, que é o mesmo que comer cocô! Ou seja, além de produzir as pelotas fecais duras eles também produzem uma excreção conhecida como pelota cecal, que é maior e mais úmida que seu cocô. Logo que excretadas, os pikas ingerem essas pelotas, que são constituídas de uma mistura muito nutritiva de musgos e micróbios parcialmente digeridos.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...