Thursday, January 30, 2014

Orquestra com instrumentos de vegetais

Pepinos, tomates, alcachofras, abóboras, pimentões e cenouras podem “esconder” notas musicais que rendem verdadeiros concertos. Para saber como isso pode ser possível (e criativo), é só ver o trabalho da “The Vegetable Orchestra”, fundada em 1998 em Viena, na Áustria. 

Formada por 11 músicos, a orquestra já está no terceiro CD, o “Onionoise”, e faz de 20 a 30 concertos por ano, em várias partes do mundo. O site oficial da orquestra de vegetais diz que não há um único estilo nas apresentações. Música contemporânea, eletrônica, jazz e outros formam o que eles chamam de “estilo vegetal”.
Os instrumentos “orgânicos” são usados uma única vez, em um concerto ou em uma gravação de estúdio, o que faz com que cada apresentação tenha variações de sons e texturas musicais diferentes. Furadeiras, facas e outras ferramentas de cozinha auxiliam na construção dos instrumentos.
Após as apresentações, o público é presenteado com uma parte dos alimentos que transcenderam a função de alimentar. Outra parte vira sopa. O grupo acredita que com os vegetais é possível extrair sons que não são facilmente conseguidos da forma convencional. “É possível ouvir a diferença. Algumas vezes parecem sons de animais, outras vezes são apenas sons abstratos”, explicam.
Os alimentos são comprados em uma feira aberta em Viena. Às vezes o grupo tem dificuldades de encontrar bons vegetais em outros países e afirma que aqueles que vêm embalados em plásticos, de grandes supermercados, não são bons.

Veja Também: A história da música

Fonte: super/abril
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...