Tuesday, April 30, 2013

Pavãozinho-do-pará (Eurypyga helias)

Também conhecido como pavão e pavão-papa-moscas, essa ave de silhueta delgada e elegante mede cerca de 45 centímetros de comprimento. Lembra, na estampa e no modo de se movimentar, uma pequena garça. Mas seu pescoço é excepcionalmente fino. 


Além do tamanho, chama atenção a forma como caça suas presas (com os olhos fixos, foca o alvo e avança com cautela; entre um ziguezague e outro com a cabeça, dá uma bicada certeira na presa). 
Aliás, seu bico é longo, reto e pontudo. Outra curiosidade diz respeito à proteção de seu ninho. Ora essa ave finge-se de ferida, ora abre as asas com imponência e emite um som semelhante ao de uma cobra se esgueirando na folhagem.
Mas como seu nome popular sugere, suas asas abertas (geralmente ostentadas assim quando esta ave está irritada) lembram a de um pavão, principalmente na beleza de seus desenhos. Eles parecem grandes olhos, berrantemente coloridos (usados também para assustar possíveis predadores). 
O pavãozinho-do-pará vive solitário ou aos pares. Costuma andar lentamente e raramente entra na água. Mostra seu canto no início da manhã ou no final da tarde. Já o seu vôo é baixo e silencioso (feito o de uma ave noturna). 
Assemelha-se aos grous (mais que do que às saracuras), mas o seu canto, um trinado melancólico, tem timbre parecido ao do inhambu-preto. Não há também grande diferença entre machos e fêmeas desta espécie. Mais um detalhe: eles são fáceis de amansar e, por isso, também vivem em regime semidoméstico. 
Nome Científico: Eurypyga helias

Família: Eurypygidae

Ordem: Gruiformes

Distribuição: Basicamente na Amazônia (em direção ao Sul, até o Norte do Mato Grosso) e Goiás, e a Leste até o Piauí. Fora do Brasil é encontrado do México ao Norte da Argentina e Uruguai.

Habitat: Beiras de rio e igarapés, tanto no interior da floresta como nos emaranhados de vegetação, próximos à água.

Alimentação: Insetos, rãs, peixinhos, caranguejos e outras pequenas presas.

Reprodução: O ninho tem formato de tigela rasa e é posto na ramagem, em geral próximo a água. Para construí-lo, essa ave faz uso de folhas, raízes, musgos e lama. A cada choco são postos 1 ou 2 ovos grandes, em tom amarelado com pintas castanhas e cinzentas. O casal choca em conjunto os ovos. Entre 26 e 27 dias, nascem os filhotes, já emplumados. Ficam 23 dias sem sair do ninho.


Fonte: terradagente

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

7 armas caseiras mortais das quais você deveria manter distância

Quem está na internet há alguns anos, já deve estar acostumado a encontrar armas caseiras dos mais diversos tipos. Mas é preciso saber que nem todas elas são divertidas, podendo ser itens muito perigosos para a saúde de qualquer ser vivo.
Conheça alguns armamentos que não são nada indicados para pessoas que possuem alguma noção de segurança.
O site Gizmodo preparou uma lista com algumas das mais letais que existem no mundo. Deixamos claro que não vamos ensinar a montar nenhuma delas, apenas as trouxemos para mostrar algumas das quais você deve manter distância.

1. Lança-chamas portátil

Ao abastecer uma bazuca d’água com gasolina de alta octanagem e instalar um isqueiro perto da saída do líquido, qualquer pessoa poderia ter um lança chamas caseiro. Poderia, mas certamente esse não é o tipo de coisa que você desejaria segurar em suas mãos. O fogo pode facilmente seguir a gasolina até a fonte dela, causando sérias queimaduras em quem a está segurando.
2. Chapéu cortante

Uma cartola e aço com as extremidades afiadas. Isso é tudo que uma pessoa precisa ter em mãos para fazer uma das armas caseiras menos inteligentes de que temos notícia. Aplicando as lâminas em uma superfície para ser arremessada, as chances de alguém cortar as próprias mãos enquanto tenta arremessar são grandes. Talvez elas sejam maiores do que as chances de acertar algum alvo.

3. Lança térmica de macarrão

Quando ouvimos o nome “Lança térmica de macarrão”, fica difícil não pensar que se trata de uma arma de brinquedo, totalmente inofensiva. A verdade é que isso é exatamente o oposto. Misturando macarrão, canos e oxigênio (não diremos como isso deve ser feito, pois é bastante perigoso), qualquer pessoa consegue criar o sistema. Mas ouça o que dizemos, fazê-lo não é o que podemos chamar de escolha saudável.

4. Palha de aço mortal

Ao combinar palha de aço com pó de alumínio, é possível criar uma estrutura muito perigosa. Assim que ocorre a ignição, a mistura dos materiais gera uma reação exotérmica muito violenta, que pode causar queimaduras em tudo o que estiver por perto – o que inclui objetos, plantas, pessoas e animais. Certamente, esse não é o tipo de coisa que você gostaria de ver acontecendo em sua casa.

5. Napalm de isopor

Como afirma o Gizmodo, o napalm utilizado pelas tropas norte-americanas durante a Guerra do Vietnã era composto por benzeno, gasolina e poliestireno. Mas pessoas com pouca noção de segurança doméstica descobriram que é possível criar algo parecido, misturando isopor e gasolina. Se você está cogitando a possibilidade de fazer isso em casa, lembre-se que o fogo gerado pelo napalm é quase impossível de ser apagado.

6. Bomba de alvejante

Algum tempo atrás, muitos jovens descobriram que era possível criar uma bomba ao misturar alvejante de roupas com ácido de desentupimento de canos. O que pouca gente sabia é que a reação gerava uma verdadeira nuvem de gás venenoso, capaz de causar irritações muito fortes nos olhos, garganta e nariz. Isso sem falar na morte, que pode ser causada após exposições mais longas ao produto.

7. Laser assassino


Lanternas de alta potência e canhões laser de leitores de CDs não deveriam ser misturados, mas foram. O resultado disso é um laser poderoso, que pode causar danos irreversíveis à retina dos olhos de qualquer animal – e a qualquer outro ponto que for atingido. Mais uma arma caseira que entra no grupo de itens que pessoas inteligentes jamais tentarão recriar em suas casas.



Fonte: Megacurioso


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Monday, April 29, 2013

Beija Flor Mirabilis - Loddigesia mirabilis - colibri sílfide

É uma espécie de colibri de tamanho médio com uma cauda chamativa e diferente. As penas caudais das laterais  são bastante longas, curvas, terminadas em raquetes grandes e negras com reflexos azuis. 
Aparentemente os machos maduros utilizam-se de suas maravilhosas espátulas na cauda para atrair as fêmeas. Sua alimentação a base de vegetais favorita é a planta de flores vermelhas Alstroemeria (Bomarea). 
 Habita a borda de florestas tropicais, arvoredos de montanhas. O colibri-sílfide é considerado ameaçado de acordo com o IUCN (2005; levantamento feito pelo BirdLife International - a Lista Vermelha oficial de aves para o IUCN); apêndice II do CITES, sem outras medidas conhecidas.
 Vive na Floresta Amazônica Peruana, está ameaçado de extinção. É um animal muito perseguido pelos caçadores. A caça é para comer o coração do mirabilis - onde, segundo uma lenda, há propriedades afrodisíacas.
 
 
 
 

Fonte: pathymayer
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Templo hindu todo revestido por vidro - Johor Bahru - Malásia

Na cidade de Johor Bahru, sul da Malásia, reside um dos pontos turísticos mais impressionantes do país. Trata-se do Arulmigu Sri Rajakaliamman, um templo hindu todo revestido por vidro.
O espaço, um dos templos mais antigos da região, foi construído de forma modesta em 1922, e em 1991, iniciou-se um grande plano de expansão liderado por Sri Sinnathamby Sivasamy, após herdar a administração do templo de seu pai.
 Apesar de enfrentar muitos desafios, Sivasamy conseguiu ampliar e reconstruir o templo em cinco anos, reabrindo ao público em 1996. Mas foi após uma viagem por Bangkok, que o sacerdote diz ter se inspirado para revestir o templo com vidro.
 Sivasamy conta que estava andando em um riquixá, meio de transporte típico na Tailândia, quando sua atenção foi atraída por um brilho intenso. Seguindo a luz descobriu se tratar de uma obra de arte em vidro colocada na entrada de um templo local.
 Foi então que entre 2008 e 2009 deu-se início ao processo de “vitrificação” do templo Arulmigu Sri Rajakaliamman. Embora existam outros templos decorados com vidro, o de Johor Bahru se destaca por ter mais de 90% de sua área revestida por mosaicos de vidro colorido.
 Ao todo são mais de 300 mil peças de vidro em tons de vermelho, azul, amarelo, verde, roxo e branco, adornando pisos, pilares e paredes. Há também grandes lustres de cristal pendurados no teto, intensificando os efeitos lúdicos de luzes e cores refletidas nos vidros.
O santuário de vidro é totalmente climatizado e pode acomodar 1.500 pessoas. Embora seja um templo religioso, o espaço também permite a visita de turistas.

Fonte: vidrado
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Como preparar o café para aproveitar seus benefícios

 DIFERENTES JEITOS DE FAZER O CAFÉ
Conheça cinco formas tradicionais de passar o café e dicas para que a bebida faça bem para a saúde


  • Prensa francesa - Coloca-se o pó no recipiente de vidro e, em seguida, a água quente. Depois, é só tampar com o filtro. Em alguns minutos o pistão deve ser pressionado para separar o pó da bebida já pronta.
  • Italiano - O pó é disposto no centro da cafeteira, que vai para o fogão. Ao entrar em ebulição, a água pressiona a bebida para a parte superior do equipamento. Também não se usa filtro.
  • Expresso(Espresso) - O café sofre uma pressão de água a 90 °C. A bebida ganha maior teor de compostos bioativos, como antioxidantes, mas também de itens que elevam o colesterol, por causa da ausência de filtro.
  • Turco - Quando a água começa a ferver na cafeteira turca, ela é tirada do fogo. Aí, entra o pó. A mistura é levada novamente ao fogo, mas só até a fervura ter início. Repete-se o processo três vezes.
  • Com coador - O pó é colocado em um filtro de papel ou pano. Depois, despeja-se água quente por cima. Assim, é possível reter as substâncias que causam o aumento do colesterol.
COMO APROVEITAR AS PROPRIEDADES DO CAFÉ
 
  • O melhor pó - A cor deve ser marrom-clara, parecida com a de chocolate ao leite. Isso porque o pó muito escuro indica que o café foi submetido a altas temperaturas por tempo prolongado, o que destrói seus compostos benéficos. 
  • Armazenamento - Depois de abrir a embalagem, coloque-a em um recipiente plástico hermético. Guarde em um local fresco ou, de preferência, na geladeira. Antes de repor o pó, lave bem o pote — este deve ser de uso exclusivo do café. Evite misturar o resto de um produto com um conteúdo novo. 
  • Qualidade da água - Se ela tiver bastante cloro e impurezas, o sabor é prejudicado. Então, opte por água filtrada ou mineral. Procure não deixá-la ferver, já que isso leva à perda de oxigênio e, como consequência, a um gosto desagradável. E, quanto maior o tempo em que o pó ficar em contato com o líquido, mais antioxidantes na sua xícara.
  • Na garrafa térmica - O correto mesmo é bebericar o café logo após o preparo. O motivo? A bebida começa a sofrer oxidação logo em seguida. Se for armazená-la na garrafa térmica, tente consumi-la em até 1 hora. Lembre-se de sempre higienizar o recipiente com água fervente. 
O café proporciona benefícios ao bebermos 
de 3 a 4 xícaras diárias
Fonte: saude/abril
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Conheça os benefícios da pêra para a saúde

Assim como de outras frutas, os benefícios da pêra para a saúde são incomparáveis. Esta fruta é rica em muitas substâncias que são importantes para o bom funcionamento do organismo, como sais minerais, ferro, enxofre, silício, potássio, cálcio, magnésio e vitaminas do complexo B, vitaminas A e C. De excelente poder digestivo esta fruta é laxante, reduz a pressão arterial e melhora a circulação.
Contem fibras que colaboram em regularizar os níveis de açúcar no sangue e ainda reduz o colesterol e os riscos de câncer de cólon. 

Regulariza ainda os batimentos cardíacos, melhora a contração muscular, a transmissão nervosa e o metabolismo das proteínas e carboidratos. 

É antioxidante e melhora o metabolismo de maneira geral, ajuda na reparação dos tecidos e é um antioxidante natural, combatendo os radicais livres. 

Aumenta a imunidade, melhora a cicatrização e protege contra infecções. As peras podem ser consumidas cruas ou cozidas e ainda assadas, e são realmente muito saborosas e saudáveis.


Fonte: Viaki


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Sunday, April 28, 2013

Eucalipto Arco-íris – Eucalyptus deglupta

O eucalipto arco-íris, Eucalipto-da-nova-guiné ou Eucalipto-das-filipinas. Família: Myrtaceae. É uma árvore de grande porte, que se destaca pelo colorido espetacular do seu tronco. É o único representante do gênero dos eucaliptos que ocorre naturalmente no hemisfério norte, nas Ilhas da Nova Bretanha, Nova Guiné, Ceram, Celebes e Mindanau. 
 No seu habitat pode atingir 75 metros de altura, com 240 centímetros de diâmetro de tronco; mas em cultivo geralmente permanece entre 20 a 30 metros de altura. O segredo por trás do colorido especial desta árvore está na forma como ela vai se descascando e revelando as partes coloridas. Inicialmente a casca fina, lisa e marrom se despreende, e uma cor verde clara e vibrante aparece. 
 Esta mancha de cor torna-se então sucessivamente verde escura, azulada, púrpura, laranja e por fim vermelha. Acontece que o processo ocorre a todo momento, formando manchas coloridas em diferentes estágios. A impressão que se tem é de que a árvore foi misteriosamente pintada, tornando-se uma verdadeira obra de arte da natureza.
Além do tronco cilíndrico e ornamental, suas folhas são atrativas também. Elas são opostas, ovadas a lanceoladas, e apresentam cor verde-escura na página superior e cinza na página inferior. As flores se reunem em inflorescências do tipo umbela, terminais ou axilares. 
 Elas são numerosas, de cor branco-creme a amareladas, com longos estames, perfumadas e produzem néctar em abundância, atraindo abelhas. Os frutos que se seguem são cápsulas globulares, de cor marrom, contendo de 3 a 12 sementes por válvula. As sementes são diminutas, achatadas e com uma pequena asa. O florescimento ocorre diversas vezes ao ano, com mais profusão na primavera e outono.
 
 
 
 


Fonte: jardineiro
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Cientistas confirmam origem de estranho e minúsculo esqueleto



Há quase 10 anos, enquanto vasculhava a cidade fantasma de La Noria (no Deserto do Atacama, Chile) em busca de objetos históricos, Oscar Munoz encontrou um estranho esqueleto com menos de 15 cm de altura. Muitos pensaram que se tratava de um feto abortado, de um macaco ou mesmo de um alien, mas, de acordo com estudo recente, o esqueleto era de um menino.

Ao comparar o esqueleto com um feto humano por meio de raios-X e analisar material genético extraído dos ossos, os pesquisadores concluíram que o chamado “Humanoide de Atacama” (também conhecido simplesmente como “Ata”) era uma “interessante mutação” humana.

“É humano – mais perto de humano do que chimpanzés”, garante Garry Nolan, da Escola de Medicina da Universidade de Stanford (EUA). “Viveu até os 6 ou 8 anos. Obviamente, estava respirando, comendo, metabolizando”.

Além do tamanho, outros aspectos, como a cabeça desproporcional e o fato de ter nove pares de costelas (humanos têm 12), deixaram os cientistas em dúvida nesses últimos 10 anos, mas Nolan e sua equipe garantem que se trata de um ser humano.







Vídeo:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Athabasca Falls - Parque Nacional de Jasper - Alberta - Canadá

É uma cachoeira no Parque Nacional de Jasper na parte superior do rio Athabasca, cerca de 30 quilômetros ao sul da de Jasper, Alberta, e, a oeste da Icefields Parkway. Não é conhecido pela altura da queda (23 metros), é sim pela sua força, devido à grande quantidade de água que cai no desfiladeiro. Há várias plataformas de visualização, sendo seguro visitar o local e tirar incríveis fotos. 
 
 

 
 
 
 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...