Monday, November 25, 2013

Vinoterapia ajuda a combater o envelhecimento da pele

Ao longo dos anos, diversos estudos vêm sendo realizados para comprovar que o vinho faz bem ao organismo. Não à toa, a bebida se tornou matéria-prima de diversas terapias estéticas, pois quando aplicada diretamente sobre a pele, traz vários benefícios ao corpo.
Conhecidos como vinoterapia, os tratamentos que utilizam a bebida como principal fonte servem tanto para o rosto quanto para o corpo, e agem na higienização, brilho e nutrição do tecido, além de combater os radicais livres, esclarece Giselle Zambrotta, fisioterapeuta dermato-funcional do Espaço Be. 

Ainda segundo a especialista, o método não tem contraindicação, mas deve ser evitado por pessoas que estão fazendo acompanhamento com dermatologistas por conta de algum tipo de problema na pele. “Com exceção destas, os tratamentos com vinho servem para todas as idades”, lembra.

Giselle explica ainda que o tipo de vinho utilizado nos tratamentos estéticos não é igual aos destinados ao consumo. “O produto é encomendado especialmente para este fim. Por isso, é como um cosmético. Vem misturado a agentes químicos que também agem no bem-estar da pele.”
Segundo Jefferson Alfredo de Barros, dermatologista e professor de dermatologia da Faculdade de Medicina do ABC, os polifenóis, principais vitaminas encontradas na bebida, estão presentes em todo o tipo de vinho, principalmente no tinto. “Eles retardam o envelhecimento da pele, aumentam a preservação de colágeno e elastina, e consequentemente, o surgimento de rugas e flacidez.”

Confira os tipos de terapia que utilizam o vinho como potencializador de beleza:

Peeling de vinho
Com ação antioxidante, o peeling de vinho age na neutralização dos radicais livres e protege as paredes celulares, deixando a pele mais nutrida. O tratamento dispõe ainda de uma segunda etapa, quando é aplicada uma solução rica em polifenois e alfa-hidroxiácidos, substâncias derivadas do vinho tinto.


Vinoterapia facial e corporal
Depois de higienizar a pele com sabonete neutro, tonifica-la com hidratante e esfoliá-la, aplica-se a mistura com as propriedades do vinho. Em seguida, é a vez do creme de massagem para o rosto. “Para finalizar, uma máscara com polifenois é feita sobre a face, onde deve permanecer por 20 minutos”, explica Giselle.

Massagem de uva
A massagem é realizada por meio da uva do tipo Sauvignon e Merlot. Além de propiciar relaxamento dos músculos, os produtos da vinha, incluindo o tipo de vinho Cabernet, libera as células mortas da epiderme, deixando a cútis revitalizada e iluminada.

Hidromassagem com uva
Para melhorar a circulação na epiderme, recomenda-se a hidromassagem com extrato da fruta e algas marinhas. Após imersão que deve durar cerca de 40 minutos, é possível constatar a maciez da pele, além do relaxamento muscular.


Ofurô de Vinho
Na imersão do banho de ofurô, o vinho tinto é misturado a essências e aromatizantes. O objetivo é revitalizar as células, trazendo hidratação à cútis. A pele fica imersa com as substâncias antioxidantes que combatem ainda o desgaste celular. A terapia também é relaxante.

Máscara de vinho
A máscara facial combina vinho tinto com mel e iogurte, para atenuar as manchas e a vermelhidão do rosto. A mistura pode ser feita em casa. Veja:
 copo de iogurte;
2 colheres (de sopa) de mel;
4 a 5 colheres (de sopa) de vinho tinto.

Modo de Preparo
Coloque o copo de iogurte numa tigela. Adicione o mel e o vinho tinto. Misture bem e aplique o líquido sobre o rosto. Espere ao menos 20 minutos e lave com água morna.

Se você gostou da vinoterapia, não deixe de ler sobre os benefícios do vinho tinto ao coração.


Fonte: beleza/terra
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...