Sunday, November 10, 2013

Golfinhos diferentes

1. Golfinho-riscado ou golfinho-listrado (Stenella coeruleoalba)
Normalmente encontrado nos oceanos Pacífico e Atlântico, o golfinho-listrado viaja em grupos de 100 a 500. Caçador implacável, é capaz de mergulhar a uma profundidade de 700 metros em busca de sua presa. Quando salta, costuma rodar a ponta da cauda como se fosse uma hélice.

2. Golfinho cruzado (Lagenorhynchus cruciger)
Diferentemente da maioria dos golfinhos, o cruzado viaja em grupos pequenos (de 5 a 15 indivíduos), e normalmente nada perto de diversos tipos de baleia – um hábito do qual muitos baleeiros se aproveitam durante suas caçadas.
Em inglês, foi apelidado de houglass dolphin (“golfinho ampulheta”), por causa das listras laterais,  lembram uma ampulheta. 

3. Golfinho-do-ganges (Platanista gangetica)
Essa espécie se diferencia das outras principalmente pela ausência de barbatana dorsal (em seu lugar, tem uma espécie de “calombo”) e pela longa fileira de dentes que fica à mostra mesmo quando a boca está fechada. Não possui lentes cristalinas nos olhos, 
o que prejudica sua visão (ele não enxerga com nitidez, e na melhor das hipóteses consegue diferenciar áreas claras de escuras) e faz com que ele dependa quase totalmente de ecolocalização, em que emite ondas sonoras para identificar obstáculos à frente. Foi classificado pela União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN, em inglês) como espécie ameaçada.

4. Golfinho-rotador (Stenella longirostris)
É um dos tipos de golfinho mais “sociáveis”: pode viajar em bandos de centenas ou até milhares de indivíduos. Também é um dos menores, medindo de 1,80 a 2,10 metros e pesando até 77 kg. Ganhou o apelido por conta de seus saltos acrobáticos.

5. Golfinho-de-commerson (Cephalorhynchus commersonii)
Entre os exemplares dessa lista, é o que menos se parece com a maioria dos golfinhos – está mais para uma “mini-orca” (com até 1,70 metros de comprimento e pesando cerca de 90 kg).
Até onde se sabe, o golfinho-de-commerson só é encontrado em duas regiões do mundo: na costa da América do Sul no Oceano Atlântico, e ao redor da Ilha Kerguélen (que fica entre a África do Sul, a Austrália e a Antártica).

6. Golfinho-de-laterais-brancas-do-pacífico (Lagenorhynchus obliquidens) 
Como vocês podem notar, o próprio nome que deram a esse golfinho já descreve quase tudo que o diferencia dos demais. Costuma viajar em grupos não muito grandes (10 a 100 indivíduos) e é difícil estimar sua população.

7. Golfinho-de-hector (Cephalorhynchus hectori)
Essa é uma das únicas espécies de golfinho em que é possível diferenciar claramente o macho e a fêmea (que é consideravelmente maior).
A idade reprodutiva das fêmeas começa aos seis ou nove anos, fazendo com que elas possam ter no máximo cinco filhotes antes de morrer. Não é por acaso que o golfinho-de-hector está na lista de espécies ameaçadas da IUCN.

8. Golfinho-liso-do-sul (Lissodelphis peronii)
Da mesma forma que o golfinho-de-commerson, não é muito parecido com outros tipos de golfinho, pois não possui nadadeira dorsal e tem um padrão de cor peculiar. Há poucas informações sobre essa espécie, mas sabe-se que normalmente é encontrada em regiões próximas à Antártica.


Fonte: hypescience
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...