Thursday, September 19, 2013

Tatuagens Eletrônicas

Parece difícil de acreditar, mas num futuro próximo, uma tecnologia que está sendo chamada de Temporary Electronic Tattos (tatuagens eletrônicas temporárias, em tradução livre para o português) permitirá que as pessoas controlem até voos de aviões do tipo drones (não-tripulados) sem o uso de comandos externos, utilizando somente a mente.

A tatuagem eletrônica parece um código de barras com ramificações e é aplicada na pele usando cola solúvel em água. A versão atual ainda exige energia externa, mas um sensor totalmente sem fio deve ser criado em breve.

Hoje em dia, já é comum implantar chips no cérebro que permitem às pessoas controlarem o funcionamento das coisas externamente, utilizando apenas as ondas cerebrais. A novidade, com a tatuagem eletrônica, é que os implantes serão feitos na parte externa da pele, sem a necessidade de intervenções cirúrgicas mais complexas. 


O dispositivo, parecido com uma fita adesiva, conta com uma rede sem fio flexível que pode ser colocada em partes da cabeça como a testa, permitindo assim a leitura da atividade cerebral.
As Tatuagens eletrônicas medem temperatura e ajudam a detectar várias doenças, pois o novo sensor vestível é preciso e serve para controlar mudanças fisiológicas no corpo.
Mas um sensor tão preciso quanto esse não serve apenas para saber se você está com febre. A termometria precisa da pele pode providenciar dados relevantes para diagnósticos do sistema cardiovascular, do estado cognitivo e sobre a presença de tumores no corpo, só para citar alguns exemplos.

“Desenvolvemos um dispositivo que a pessoa pode usar em qualquer lugar, seja em casa, num hospital ou mesmo num café”, explicou o engenheiro elétrico Todd Coleman, da Universidade da Califórnia, em San Diego, nos Estados Unidos. Ele chefia a equipe que desenvolveu a tecnologia.

Coleman e seus colegas descobriram que é possível detectar diferentes sinais cerebrais com a tatuagem eletrônica, tais como reconhecimento de imagens familiares. Outra aplicação é o uso dessas “tatoos” em bebês prematuros, para detectar ondas emitidas pelo cérebro indicativas da probabilidade de convulsões relacionadas a problemas como a epilepsia.

A tatuagem eletrônica parece um código de barras com ramificações e é aplicada na pele usando cola solúvel em água. A versão atual ainda exige energia externa, mas um sensor totalmente sem fio deve ser criado em breve.

A tatuagem eletrônica já está sendo comercializada para o uso na área de saúde, para fins industriais e também para produtos de defesa. Uma inovação que prova mais uma vez o papel tecnologia como uma aliada fundamental para melhorar a vida das pessoas!


E você, o que acha deste tipo de Tecnologia?


Fontes: Geblogs - Tecmundo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...