Thursday, September 12, 2013

Casas estranhas

1. Casa mais estreita do mundo - Polônia - A casa, estreitinha, fica no meio de dois prédios. Na frente, há uma escada. E a porta não é convencional; ela abre para cima. E, depois de fechada, vira parte do assoalho da casa. O cubículo tem 14 metros quadrados e a parte mais larga fica no segundo andar: 1,22 metro. No restante da casa, são apenas 72 centímetros de largura.
No primeiro andar, há uma mesa de jantar com espaço para duas pessoas e uma terceira pode até se instalar no corredor. Ao lado, bem apertada, fica a cozinha, com um fogão de duas bocas, uma pia e um armário. Nos fundos, fica o banheiro, com chuveiro e vaso sanitário.

No segundo andar, fica o quarto de casal. É preciso um certo esforço e cuidado para chegar lá em cima, onde tem uma bancada – que podemos chamar de miniescritório – e, no fundo, a cama. Há espaço para duas pessoas ficarem bem juntinhas, sem poder se espreguiçar de manhã.
2. Casa transparente - Japão - Se você disser que não tem nada a esconder, tente passar algumas noites na casa See-through em Tóquio, no Japão. Uma casa construída pelo empresa de arquitetura Sou Fujimoto Architects, a casa mede 84m² de pura invasão de privacidade. 
Projetada para um jovem casal em um bairro tranquilo, os 84 metros quadrados da casa transparente contrastam com os típicos muros de concreto vistos na maior parte das áreas residenciais do Japão.
Associado ao conceito de viver em uma árvore, o interior é espaçoso e é composto por 21 placas de piso individuais, todos situados em diversas alturas, que satisfazem o desejo dos clientes de viverem como nômades dentro de seu próprio lar. Construído em metal e vidro, o cenário sugere que uma série de atividades podem rolar em diferentes escalas. 
3. Velha torre transformada em casa moderna - Bélgica - uma torre de 100 metros de altura que estava em serviço até 1990. O Bham Design Studio começou a desenvolver este projecto de renovação da torre em 2007, e, finalmente, acabou sendo um único apartamento da família. O terraço no último andar lhe dá um panorama bonito, com vista para a aldeia belga de Steenokkerzeel.
Chateau d’eau erguida em 1938 no vilarejo de Steenokkerzeel, na Bélgica, para funcionar como caixa d’água, a torre foi utilizada para vigília pelo exército nazista durante a Segunda Guerra. Hoje, no entanto, é um imóvel de luxo concebido pelo arquiteto belga Mauro Brigham, do Bham Design Studio. O principal uso da construção de seis andares é de seus moradores, mas o espaço também é alugado de vez em quando para eventos e workshops. 
A área privativa conta com ambientes amplos, que incluem quarto de hóspede, escritório, banheiro, dormitório de casal, sala de jantar e estar, cozinha e, para complementar, um terraço com vista panorâmica. O terreno possui uma área total de 400 metros quadrados. A altura da torre é de 30 metros. 
4. Igreja transformada em casa moderna - Holanda - Construído em 1870, o templo de St. Jakobus foi desativado em 1991. Tendo o privilégio de estar à beira do canal Bemuurde, o espaço abrigou um antiquário até 2007. Foi então que novos proprietários decidiram transformar o espaço nesta residência, com a batuta arquitetônica do estúdio Zecc Architects e decoração do designer de interiores Thomas Haukes.
Com área construída de 475 m², a igreja teve sua fachada inteiramente restaurada conforme o desenho original. Na parte interna, em vez de compartimentar espaços, os arquitetos preferiram abrir os ambientes na direção das paredes externas. Graças a isso, o clima meditativo e espiritual foi mantido, mas com um caráter mais minimalista.
Um trecho do mezanino foi demolido e agora abriga os quartos, o escritório e o banheiro. O corte do pavimento garantiu maior entrada de luz natural no piso térreo, onde está o imenso living. Brancos, seus acabamentos valorizam a silhueta original da igreja, bem como o mobiliário de linhas retas e cores sóbrias.



Fonte: 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...