Saturday, September 28, 2013

Animais da Mata Atlântica em extinção


As caças esportivas, envenenamento de rios e desmatamento de uma forma geral vêm sendo fatores contribuintes com o fim de várias espécies de animais e plantas.

Tamanduá Bandeira - As caças esportivas, envenenamento de rios e desmatamento de uma forma geral vêm sendo fatores contribuintes com o fim de várias espécies de animais e plantas. Veja a seguir a relação de animais em extinção da Mata Atlântica
Também conhecido como jurumim, tamanduá cavalo, papa-formigas-gigante ou urso-formigueiro gigante, é um bichinho que se alimenta basicamente de formigas e cupins, sendo um dos animais quase extintos da Mata Atlântica. As causas de seu desaparecimento são as caças esportivas e a destruição de seu habitat natural.

Jaguatirica - A União Internacional para a Conservação da Natureza afirma que o futuro das jaguatiricas é preocupante, visto que é um animal quase extinto da Mata Atlântica. 
O motivo de seu desaparecimento, além das caças esportivas é também a captura deste animal para a criação em cativeiro como um pet exótico, sendo o favorito do mercado negro. 


Anta - Tapirus terrestris, é um mamífero da ordem Perissodactyla e da família dos tapirídeos, que são os únicos perissodáctilos da América. É o maior mamífero da América do Sul. Possui uma probóscide, que é usada para coletar alimento. É um animal frugívoro, e tem um papel importante na dispersão de sementes, principalmente na Amazônia. 
Seus predadores são grandes felinos, como a onça-pintada e a suçuarana, além do homem.
A anta é listada como "vulnerável" pela IUCN. Desapareceu no limite sul de sua distribuição geográfica, da Caatinga e das regiões próximas aos Andes. Isso se deve principalmente à perda de habitat e à caça predatória.

Muriqui - É uma espécie de Macaco do Novo Mundo, da família Atelidae e gênero Brachyteles, endêmico da Mata Atlântica brasileira. É uma espécie considerada como "criticamente em perigo" pela IUCN e pelo IBAMA. 
Isso se deve principalmente a alta fragmentação da Mata Atlântica e à caça, que pode levar pequenas populações reduzidas à extinção rapidamente. Calcula-se que deva existir pouco mais de 850 indivíduos, localizados em fragmentos de floresta isolados entre si.

Fonte:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...