Saturday, August 24, 2013

Melhor amigo e padrinho de casamento: um urso

Levar trabalho para casa nem sempre é aconselhável, mas, para o treinador de animais Casey Anderson, foi uma das melhores coisas que já aconteceu com ele. 

Ele salvou da morte certa um filhote de urso cinzento (os famosos “grizzly bears” da América do Norte) chamado Brutus, o criou e agora considera o animal o seu melhor amigo: Brutus, de fato, foi padrinho no casamento de Anderson.

Anderson ainda concentra a maior parte de sua energia em procurar e filmar animais selvagens – todos eles, desde carneiros selvagens a alces gigantescos, passando por morcegos assustadores – no seu programa “America the Wild”, no canal WILD Nat Geo, nos Estados Unidos.

Ao ser entrevistado, Anderson teve a companhia de uma raposa e de um jacaré bebê, com o qual ele teve de dar um jeito de conseguir entrar no quarto do hotel. A raposa, no início muito tímida, rapidamente se acalmou e deixou o repórter segurá-la (antes de lhe deixar alguns arranhões). O jacaré também se deixou ser acariciado, embora seus olhos não escondessem a famosa indiferença reptiliana. Ambos os animais fazem parte do show de TV. 

Ao criar um urso, Anderson diz ter aprendido várias coisas sobre como eles se comportam, a personalidade individual de cada um e a variedade de emoções que eles podem apresentar. Seus conhecimentos sobre o comportamento dos ursos o ajudaram a rastrear ursos pardos no parque nacional de Yellowstone à noite, observando “palhaçadas noturnas” dos animais nunca antes vistas.

Apesar da intimidade que tem com animais selvagens, Anderson conta que já passou por maus bocados, com bichos bem menos simpáticos do que seu urso. Uma vez, enquanto escalava cavernas para encontrar morcegos-vampiros, ele se desequilibrou e quase caiu de uma grande altura. 


Em um episódio no Alasca, ele se viu em meio a um grupo de cerca de 15 enormes alces, dois dos quais não foram com a cara do apresentador. Anderson escapou por pouco do ataque da dupla. “Os alces são até mais perigosos do que os ursos porque eles são mais imprevisíveis”, conta.

Anderson ressalta que não recomenda a ninguém a adoção de um urso como animal de estimação, mas ele lembra que o seu caso é especial já que ele é um treinador de animais profissional e o urso teria morrido se ele não o tivesse adotado. Inspirado por Brutus, Anderson abriu um abrigo para ursos cinzentos chamado Montana Grizzly Encounter, no estado de Montana, Estados Unidos.


Fonte: hypescience


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...