Wednesday, July 3, 2013

7 mitos sobre hidratação e consumo de água

Cada uma das células do corpo humano precisa de água para funcionar normalmente, desde manter a temperatura do corpo, até amortecer e proteger as juntas e órgãos, além de ajudar na digestão. Por isso, o site inglês Huffington Post listou os 7 mitos mais comuns sobre a desidratação. Confira:

1) Mito: Desidratação é desconfortável, mas não perigosa
Verdade: Apesar da maioria das pessoas experimentarem apenas alguns sintomas da desidratação, como dor de cabeça, lentidão e diminuição da urina, é preciso ficar atento porque em algumas ocasiões pode precisar de atenção médica. Complicações como edema cerebral, convulsões, insuficiência renal e até a morte podem acontecer. Quando a situação é observada no início, quando há muita sede, tontura, confusão e diminuição da urina, os adultos podem ser medicados com alguma bebida isotônica. No entanto, em crianças e idosos, a atenção deve ser redobrada quando eles apresentam diarreia  vômito, febre, irritabilidade e confusão.
2) Mito: Se você está com sede, é porque já está desidratado
Verdade: A sede é a forma que o corpo tem de falar que a pessoa precisa beber água. Vale lembrar que você não está desidratado no momento que sente a boca seca. "Quando fica com sede, o déficit de água no corpo é trivial. Deve ser apenas 1% de redução em todo o nível de água  e pode ser recuperado com a ingestão de algum liquído", explica Dr. Stanley Goldfarb, professor da Universidade da Pensilvânia. Na verdade, beber água quando está com sede parece básico e é um método infalível para evitar a desidratação. Segundo o Dr. Timothy Noakes, professor da Universidade de Cape Town, na África do Sul, apenas o ser humano não segue este "instinto". "Você não diz ao seu cachorro ou gato quando ele deve beber água, isso porque eles têm um mecanismo de sede. Por que somente os seres humanos são os únicos animais do mundo que não o seguem e que você precisa dizer quando deve beber água?", afirma.
3) Mito: É necessário beber oito copos de água por dia
Verdade: Este número está desatualizado e é difundido hoje pelas empresas de água. O Instituto de Medicina da Inglaterra recomenda que os homens bebam três litros de líquido por dia, enquanto as mulheres bebam 2,2 litros. No entanto, há especialistas que dizem que não há um número exato e que não se deve beber algum líquido a menos que tenha sede. Vale lembrar ainda que não só a água conta, mas suco, café, chá e até comida também devem ser contabilizados. Segundo o Instituto de Medicina, 20% da taxa de líquidos consumidos por dia vêm dos alimentos, especialmente de frutas e verduras, como melão e pepino.
4) Mito: Urina de cor clara é sinal de boa hidratação
Verdade: Apesar de não ser muito agradável, olhar a cor da urina pode dizer sim se você está com a hidratação em dia. No entanto, a cor que deve procurar não é a mais clara e sim um amarelo pálido, segundo Lawrence Armstrong, professor da Universidade de Connecticut. É preciso também ficar atento, já que alguns suplementos e até os alimentos podem mudar a cor da urina.
5) Mito: Líquido nunca é demais
Verdade: Hidratação excessiva pode ser muito perigoso e muito raro também. Beber líquido além da conta causa um fenômeno chamado hiponatremia, que é quando o nível de sódio do corpo fica tão baixo que as células começam a inchar. Os sintomas normalmente são dor de cabeça, vômito, naúsea, fadiga e pode levar ao coma. No entanto, não há motivo para preocupação. Segundo especialistas, os atletas e maratonistas são os mais comuns a serem hospitalizados com este problema. "As pessoas só têm problema quando bebem além da sua sede e isso acontece por falta de informação ou influência dos comerciais esportivos", afirma Noakes. Um dos segredos pode ser nunca beber tanta água ao ponto de se sentir muito cheio.
6) Mito: Atletas precisam de bebidas especiais
Verdade: Uma pessoa que está se exercitando há menos de uma hora, não precisa se preocupar com o nível de água do corpo, já que ninguém alimina as reservas de eletrólitos e glicogênio a não ser que esteja se exercitando intensivamente por mais de 60 minutos. Atletas podem se beneficiar do açúcar e do sódio contido nos isotônicos, no entanto, elas possuem outros tantos componentes que podem não ser necessários. Ao invés de usá-los, tente fazer sempre sua própria bebida ou aposte nos alimentos que possuem carboidrato e sódio. Segundo os especialistas, estas bebidas se fazem às vezes desnecessárias, porque normalmente a dieta do dia-a-dia já tem estes nutrientes.
7) Mito: Café desidrata
Verdade: O café só é desidratante se uma pessoa tiver overdose dele. Enquanto a cafeína tem efeitos desidratantes, a água que tem no café ou no chá é mais do que suficiente para manter os níveis de água do corpo.


Fonte: saude/terra
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...