Saturday, June 8, 2013

Saiba curiosidades, mitos e verdades sobre os alimentos I

Você se culpa ao tomar aquele refrigerante à base de cola bem gelado porque já ouviu falar que faz mal para os ossos? Não consome adoçante porque tem medo de adquirir câncer? Não come carboidratos à noite para não engordar? E não sabe como surgiu essa moda de ração humana?
Luciana Setaro, professora do curso de Nutrição da Universidade Anhembi Morumbi, Fernanda Granja, nutricionista clínica especializada em nutrição funcional, e Roseli de Moura Espíndola, professora do curso de Nutrição do Centro Universitário Senac esclarecem alguns dos mitos, verdades e curiosidades que rondam o universo dos alimentos.
1. Existe a "barriga de cerveja"?
Segundo a nutricionista Roseli de Moura Espíndola, as bebidas alcoólicas, como a cerveja, contêm álcool que fornece bastantes calorias e, além disso, o exagero na bebida piora a situação. “Como é raro alguém que tome apenas um copinho de cerveja ou chope, a ingestão da bebida e, logo, o excesso de calorias, pode levar ao aumento da produção de gorduras”. Geralmente o acúmulo dessa gordura ocorre na região abdominal.

Vale lembrar ainda que a cerveja é consumida, quase sempre, acompanhada de um petisco, como amendoim, linguiça calabresa, azeitonas, que elevam ainda mais o teor calórico, favorecendo o acréscimo de alguns quilinhos na balança. Portanto, se você quer manter o peso sem abrir mão da cerveja, não passe do primeiro copo.
2. Comer muito chocolate provoca acnes?
Nutricionista e assessora técnica do Conselho Federal de Nutricionistas, Vanessa de Carvalho Figueiredo. Segundo ela, a acne ocorre devido ao aumento da secreção sebácea nos folículos da pele. "Sabe-se que o consumo de alimentos muito gordurosos pode promover maior oleosidade da pele, contribuindo para formação de espinhas. 

O chocolate é um produto que possui grande concentração de gordura, advinda da manteiga de cacau e do leite, seus principais ingredientes. Porém, não existe uma relação direta, cientificamente comprovada, entre o consumo de chocolate e o aparecimento de espinhas", explica Vanessa.

Ela lembra que o aparecimento de espinhas também pode estar relacionado a diversos outros fatores, como mudanças hormonais presentes na juventude ou hereditariedade. Por isso, "o surgimento de espinhas não deve ser atribuído apenas ao consumo de chocolate, havendo uma série de fatores que podem estar envolvidos nesse processo".
3. Tomar leite após comer alho ou cebola ajudar a tirar o mau hálito?
De acordo com Fernanda Granja, testes realizados pela Universidade de Ohio, nos Estados Unidos, comprovaram que a ingestão de 200 ml de leite após o consumo de alho, pode reduzir em até 50% o consequente mau hálito que ele causa. O estudo afirma ainda que o ideal é ingerir o leite durante a refeição para melhores resultados.

A nutricionista explica que a gordura presente no leite inibe a ação das propriedades sulforosas do alimento, reduzindo assim o desagradável efeito do mau hálito. O mesmo acontece com a ingestão da cebola, uma vez que ela também apresenta compostos sulforosos na sua constituição, os quais são os responsáveis pelo aparecimento do mau hálito.
4. É verdade que pessoa com desejo de comer terra está com vermes?
De acordo com a professora Roseli de Moura Espíndola, como algumas parasitoses levam à perda sanguínea, acredita-se que as pessoas que têm esse desejo podem apresentar uma deficiência de ferro e, por isso, a vontade de comer terra estaria associada à necessidade de repor o mineral, abundante no solo, perdido pelo sangue. 

Parasitas como o Ancylostoma duodenal e Necatur americanus podem penetrar na pele ou serem adquiridas pela ingestão oral de larvas presentes na água ou em alimentos contaminados. Nos intestinos, liberam uma substância que estimula o sangramento, para se alimentarem dele. A consequência é a diminuição de ferro e dos glóbulos vermelhos do sangue.
5. Consumo excessivo de adoçante pode fazer mal para saúde?
Explica Fernanda Granja, "os adoçantes consumidos dentro do limite recomendado são seguros. Esse limite foi determinado em estudos com animais, correspondendo para o ser humano 10% da dose mínima de toxicidade para os animais pesquisados, sendo assim a margem de segurança é grande".

A quantidade máxima de adoçante do tipo aspartame que um adulto com 60 kg pode ingerir diariamente, com segurança, de acordo com recomendações da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), é de 2.400 mg, o que equivale, aproximadamente, ao consumo de 48 envelopes de 1 g de um adoçante dietético com 5% de aspartame. Ou ainda a 4 litros de refrigerante adoçado apenas com aspartame.

6. Mulher tem mais facilidade para engordar do que o homem?
As mulheres saltariam de alegria se a indagação fosse apenas um mito. No entanto, de fato, elas engordam com mais facilidade que os homens. De acordo com a professora da Universidade Anhembi Morumbi, a mulher tem mais tecido adiposo em sua formação corporal. Além disso, o metabolismo feminino fica mais lento do que o do homem após os 30 anos. 
Não é a toa que a maioria das mulheres é escrava da balança e foge dos doces e “tentações” como o diabo da cruz. Porque se não bastassem os motivos já citados que as tornam mais vulneráveis às gordurinhas, a mulherada conta ainda com a “dependência” de serotonina.
Este hormônio está associado à sensação de bem-estar e carboidratos como pães, massas e doces - como o chocolate - auxiliam na sua produção. Por isso, o desejo por esses alimentos aumenta no final da tarde, quando a redução do hormônio é mais expressiva, ou no período pré-menstrual. Luciana Setaro destaca ainda que a gordura na mulher se acumula na região do bumbum e das coxas, enquanto no homem se concentra no abdome.


7. É verdade que refrigerante de cola faz mal para os ossos?
Os refrigerantes à base de cola, frequentemente, são acusados de fazerem mal aos ossos. E segundo a professora de Nutrição do Centro Universitário Senac, Roseli de Moura Espíndola, não é apenas boato, é fato.
“As bebidas à base de cola apresentam grande quantidade de fosfatos que, presentes no lúmen intestinal, podem formar cristais insolúveis com o cálcio, diminuindo a absorção intestinal do mineral”, ou seja, esses refrigerantes dificultam a absorção de cálcio, que é necessário para os nossos ossos, explica Roseli. Ela recomenda, ainda, que o consumo deste tipo de refrigerante seja evitado ou moderado.


8. Como surgiu a ração humana?
A ração humana, como é chamado o suplemento à base de cereais integrais, está na moda e presente na vida das celebridades e de pessoas que desejam emagrecer. A nutricionista clínica especializada em nutrição funcional, Fernanda Granja, explica que a ração foi popularizada pela terapeuta Lica Takagui, que, junto com o nutricionista Daniel Boarim, ambos de Curitiba, elaboraram a mistura de cereais para assegurar uma gravidez saudável e um intestino funcionando. “Deu tão certo que ela montou uma empresa, que hoje é uma das que mais vendem o produto”.

9. Amendoim e ostras realmente funcionam como afrodisíacos?

As ostras são bastante conhecidas pela produção de pérolas, muito usadas na culinária sofisticada e quase sempre estão associadas à elevação do apetite sexual. Há quem defenda que seu poder afrodisíaco tem mais eficácia psicológica que científica. Segundo a nutricionista Fernanda, “as ostras são consideradas afrodisíacas porque possuem grande quantidade de zinco, e o mineral colabora para a formação de testosterona, hormônio masculino”.
Já o amendoim, também famoso por tal proeza, é rico em vitamina B3 e vitamina E. De acordo com a especialista, “a vitamina B3 é considerada vasodilatadora, provoca a liberação de histamina e aumenta a libido. A vitamina E participa na formação de hormônios sexuais e por isso aumenta o desejo sexual.”


10. Tomate ajuda prevenir câncer de próstata?
O câncer de próstata é o tipo mais comum de câncer nos homens. Todo cuidado é pouco, e há até um alimento que pode ajudar a prevenir o câncer. A nutricionista Roseli de Moura Espíndola conta que o tomate possui um pigmento chamado licopeno, “substância que apresenta atividade antioxidante e por isso protege as células contra os radicais livres, prevenindo o câncer de próstata”, explica.
Mas não é apenas comendo tomate que o câncer será prevenido. “O seu consumo deve estar associado a uma alimentação equilibrada e hábitos de vida saudáveis. Nenhum alimento isoladamente é capaz de prevenir doenças”, completa Espíndola.
  
Fonte: terra
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...