Thursday, May 2, 2013

Mudança climática deixa cada vez mais difícil a vida dos ursos polares

A fotógrafa e ambientalista norte-americana Jenny E. Ross, junto com Andrew Derocher, professor de ciências biológicas na Universidade de Alberta, no Canadá, estão analisando como a mudança climática afeta a vida de ursos polares e coloca o futuro da espécie em perigo. Ursos polares e focas são habitantes das águas geladas do Oceano Ártico, no hemisfério Norte. 
 Usando o olfato para localizar a presa, os ursos adultos passam a maior parte da vida sozinhos, cruzando grandes distâncias na busca por presas como focas, morsas e até baleias através de buracos no gelo. Mas, a cada verão, o mar de gelo onde eles caçam fica menor devido ao aquecimento global.
 "Se você retirar o mar de gelo, você simplesmente não vai ter o mesmo ecossistema", afirmou Derocher. "Estamos vendo mais provas de ursos comendo colônias de aves, algas marinhas, e vasculhando qualquer coisa que encontram." A fotógrafa Jenny Ross mostrou esta dificuldade. Um urso foi flagrado escalando um penhasco, em busca de ovos para comer. 
 "O urso estava sem comida e, infelizmente, não conseguiu [pegar os ovos], sem dúvida gastou muito mais calorias tentando pegar os ovos do que [as calorias] que poderia ter ganho comendo-os." Em outras ocasiões, os machos adultos chegam a comer filhotes devido à falta de alimentos.
 Os avistamentos de ursos polares perto de comunidades humanas também aumentaram. "Acreditamos que a distribuição de ursos polares esteja mudando devido à redução e à distribuição do mar de gelo, que os leva para a terra por períodos mais longos", disse o professor Derocher. Os ursos que chegam perto demais das áreas ocupadas são capturados e levados, de helicóptero, mais ao norte.
 
 
 


Fonte: noticias/uol
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...