Monday, May 20, 2013

Cânions secretos das montanhas Azuis - Austrália

A primeira exploração das passagens labirínticas de arenito do cânion Thunder por um grupo de canionistas em 1960 deu impulso à popularidade do esporte. A formação foi nomeada pelas passagens estreitas, e está entre os cânions mais visitados da região. Cascatas de samambaias gigantescas florescem no ar úmido preso entre as paredes, a sensação é de estar sendo engolido pela terra.
Canionistas abrem caminho através de uma floresta de sassafrás em direção ao cânion Claustral. Localizar o ponto de entrada de uma formação dessas pode levar horas de caminhada. Um canionista carrega em média 9 quilos de equipamento, incluindo corda, roupa de mergulho, comida e primeiros socorros
Os australianos  se aventuram neles em uma  mistura de montanhismo com exploração de cavernas, na qual se vai sempre para baixo, seguindo um rio, muitas vezes dentro de túneis úmidos e passagens claustrofóbicas. 
Ao contrário de outros destinos com cânions estreitos, cavados pela água nas rochas, como em Utah ou na Jordânia, a Austrália tem uma herança rica e profunda dessa experiência, o canyoning, ou canionismo.
Nos dias atuais, milhares de australianos exploram os abismos, descendo por eles com cordas.  Esses indivíduos determinados tendem a ter pernas de jogador de rúgbi, joelhos cheios de cicatrizes e arranhões, tolerância de pinguim à água gélida, habilidade de canguru para pular de rocha em rocha e disposição de marsupial para rastejar na umidade. 






Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...