Tuesday, May 21, 2013

12 animais com dentes horripilantes

Dentes são certamente as ferramentas mais perigosas que os animais possuem, e esses perigos não se extinguiram com feras como o tigre-dente-de-sabre. Confira na lista a seguir alguns dos mais bizarros e chocantes dentes do mundo animal:

1. Pacu ou arranca-bagos
Esse peixe é conhecido pelo apelido de “arranca-bagos”. No ano passado, pacus foram responsáveis pela morte de pelo menos dois pescadores. Os homens perderam muito sangue após os peixes terem atacado seus testículos. 

2. Balistoides viridescens
Você certamente não quer encontrar este peixe da família dos peixes-porcos durante um mergulho. Atingindo mais de 60 centímetros de comprimento, estes habitantes de recifes tropicais podem ser encontrados em águas rasas e são conhecidos por defender ferozmente seus territórios contra intrusos, incluindo exploradores humanos. Seus dentes têm o propósito de esmagar rochas de corais duras e são surpreendentemente poderosos, além de parecerem quase humanos. Eles se dispõem em uma linha reta extremamente fina, o que os torna extremamente afiados, fortes e resistentes a danos.

3. Hipopótamo
Os hipopótamos podem atingir um comprimento de mais de 5 metros e chegar a 4.000 kg, tornando-se o terceiro maior animal terrestre. O hipopótamo também tem os maiores caninos de qualquer animal terrestre, que parecem duas espadas e chegam a colossais 40 centímetros de comprimento. Essencialmente, estamos lidando com um monstro do porte de um caminhão, com dentes capazes de esmagar dois seres humanos em uma mordida. Em um caso notável, um guia turístico foi parcialmente engolido por um hipopótamo, e perdeu seu braço. E, em uma reviravolta fascinante, a pesquisa genética mostrou que estas criaturas são parentes das baleias, ao invés de porcos, como se pensava anteriormente.

4. Babuíno
Os babuínos são os maiores macacos da Terra, chegando a mais de 36 kg. Apesar de terem cerca de metade do tamanho da maioria dos seres humanos, seus caninos chegam muitas vezes a cinco centímetros de comprimento, maiores até do que os dentes da maioria dos leões adultos. Embora estes símios pareçam aptos a matar até mesmo a presa mais intimidante, seus dentes são mais frequentemente usados em lutas na época de acasalamento entre machos rivais, sugerindo que foi a seleção sexual que levou ao desenvolvimento de tais presas de grandes dimensões.

5. Narval ou unicórnio do mar
O “unicórnio do mar” era considerado mítico por exploradores e pesquisadores até o momento em que a criatura bizarra foi devidamente documentada. Em uma reviravolta bizarra da fisiologia, esta baleia relativamente pequena de 4 metros de comprimento desenvolveu uma “lança” letal no topo de sua cabeça, que pode ser usada durante disputas territoriais e em autodefesa. Às vezes, ela é usada para quebrar o gelo no habitat ártico do animal. A enorme arma do narval, no entanto, é na verdade apenas um dente canino modificado que angula para a frente e se estende até a testa do animal. O narval não tem outros dentes em sua mandíbula estranha, mas de vez em quando surgem espécimes com uma segunda “presa”, de comprimento igual à primeira.

6. Tubarão motosserra
Esta é a única espécie extinta desta lista. O gênero Helicoprion engloba um tubarão de 6 metros de comprimento que usava seus dentes enormes de uma maneira diferente de qualquer criatura viva conhecida. Anexada a um músculo circular, a boca do tubarão rasgava sua presa em pedaços pequenos, como uma motosserra faria. A forma bizarra dessa dentição foi mal interpretada pelos cientistas durante anos, até que a verdade estranha e perturbadora foi finalmente revelada: os dentes de cinco centímetros de comprimento eram hermeticamente embalados em uma espiral descendente, garantindo que a presa fosse rasgada em pedaços com grande velocidade.

7. Dromedário
O fato de que um animal é herbívoro nunca deve levá-lo a acreditar que ele não representa qualquer perigo para você. Alguns comedores de plantas têm dentes caninos particularmente cruéis, com o aparentemente blasé dromedário. Embora esta espécie tenha sido muito utilizada como animal de carga, seus lábios grossos escondem impressionantes dentes que chegam a mais de 7,5 centímetros de comprimento. Com tais enormes mandíbulas e dentes afiados, é fácil entender como diversos proprietários já foram mortos, às vezes em seu sono. Um dromedário pode até mesmo esmagar um crânio humano. Mordidas fatais podem ocorrer durante a época de acasalamento, quando esses animais ficam defensivos e territoriais.

8. Merganso-grande
À primeira vista, esse animal se parece com uma ave aquática típica. Mas se você estiver alimentando patos em rios, estuários e lagos por toda a Eurásia, Canadá e EUA, habitat desta espécie, melhor não oferecer sua mão para o animal bizarro. Como o maior indivíduo do gênero Mergus, o merganso-grande estende sua boca com mais do que 150 dentes afiados, curvados para trás, que podem cortar peixes como uma faca quente na manteiga. Uma ave com dentes é sempre uma anomalia, mas este pato incomum é ainda mais estranho e pode, por vezes, servir-se de pequenos mamíferos e até mesmo de outras aves, como se fosse algum tipo de dinossauro aquático.

9. Peixe-dragão negro
Esse peixe muito fino vive em águas profundas, a cerca de 600 metros abaixo da superfície (para nossa sorte). No entanto, se você um dia topar com algum, melhor que seja um macho do que uma fêmea, já que essa é muito maior e tem presas extremamente longas, que são utilizadas para a captura de suas vítimas. Esse animal se alimenta principalmente de outros peixes, e além dos dentes monstruosos, usa bioluminescência para atrair vítimas como iscas, graças às luzes que têm por todo o corpo. Se fosse possível mergulhar nas profundezas do oceano, teríamos que fugir imediatamente ao perceber uma pequena luz bruxuleante, para não acabar nos tornando uma vítima da afiada boca do peixe-dragão.

10. Cachorra
Quando o tigre dente de sabre ainda estava perambulando na terra, a cachorra ou payara estava evoluindo exatamente a mesma dentição para dominar os rios, mas em sentido inverso. Com comprimentos de mais de 1,2 metros, esse peixe das águas da Amazônia tem dentes de 7 a 10 centímetros com os quais perfura órgãos vitais de suas vítimas. Por fim, suas mandíbulas cavernosas engolem as presas. Diferentemente da maioria dos animais com dentes de sabre, a dentição da cachorra permanece inteiramente dentro de sua boca, deslizando para dois buracos na sua mandíbula superior. O aspecto medonho e perigo potencial de uma mordida desse animal é capaz de gerar arrepios pela espinha até do pescador mais experiente.

11. Veado dente de sabre
Várias espécies de ungulados, conhecidos como veados-almiscareiros, nativos da Eurásia, possuem presas enormes que se desenvolvem a partir de excrescências do dente canino. Suas presas se estendem vários centímetros além do seu maxilar inferior. Ao contrário dos gatos famosos do passado distante, veados dente de sabre vão para a batalha contra outros machos com seus sabres de caninos, afundando-os no seu rival. Essas criaturas são geneticamente distintas dos verdadeiros cervídeos (veados), e são nomeadas por conta do forte cheiro que produzem para marcar seu território.

12. Babirusa
Existem espécies animais tão bizarras e perturbadoras que começamos a questionar como a evolução conseguiu criar tais criaturas. O babirusa, por exemplo, possui dentes extremamente esquisitos, com os quais realiza atos de agressão. Nativos da Indonésia, estes mamíferos suídeos não apenas possuem enormes caninos inferiores estilo “presas vampíricas” ao longo do maxilar superior, como seus caninos superiores também vêm ao contrário. Tal disposição ajuda machos as cortar severamente seus oponentes durante disputas ferozes. E, se o babirusa não conseguir triturar ou prender sua vítima, pode matá-la atingindo seu crânio.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...