Tuesday, April 9, 2013

Animais em extinção

Vaquita - Phocoena sinus- Em Perigo de Extinção - É um cetáceoa da família Phocoenidae encontrado nas águas do norte do golfo da Califórnia. É também conhecido como marsuíno-do-golfo-da-califórnia, toninha-do-golfo, boto-do-pacífico e cochito.  O Boto do Pacífico é possivelmente o cetáceo de menores dimensões, medindo cerca de 1.2-1.5m de comprimento. Pesam em média 30Kg e 55Kg.
Há muito poucos registos do Boto do Pacífico no seu meio ambiente. Parece nadar e alimentar-se calmamente, mas é esquivo e evita qualquer tipo de barco. Sobe para respirar. O sopro é indistinto mas faz um som pesado identico ao do Boto Comum. Se alimenta geralmente peixe e cefalópodes.  Distribuição limitada ao extremo norte do golfo da Califórnia. Vive em lagunas baixas e sombrias ao londo da linha de costeira e é raramente visto em águas com muito mais de 30m.
Foca Monge – Monachus monachus - Criticamente Ameaçada de Extinção - A foca-monge constitui um dos géneros da família dos focidas. A Foca Monge do Mediterrâneo (Monachus monachus), também conhecida por lobo-marinho é talvez o membro da família das focas mais ameaçado de extinção. É um animal robusto que pode atingir os 400 quilos e os 4 metros de comprimento, no caso dos machos; e os 2,30 metros no caso das fêmeas. 
Ao longo dos tempos a foca monge tem sofrido processos de adaptação ao meio que a rodeia, tendo sido o convívio com o homem que se manifestou o mais nocivo na continuidade da espécie. De tal modo o seu desaparecimento foi uma preocupação que, posteriormente, foram necessárias medidas de protecção deste animal.

Mainá-de-Bali - Leucopsar rothschildi - Criticamente em Perigo de Extinção - É uma espécie de ave da família dos estorninhos criticamente em perigo, estima-se a existência de apenas 12 aves em liberdade, no Parque Nacional de Bali Barat. A captura ilegal, inclusive no próprio parque, para o comércio nacional e internacional de aves de cativeiro, e a desflorestamento tem conduzido esta espécie à extinção.
 A sua raridade faz desta espécie um símbolo de elevado estatuto social, na Indonésia. Está protegida pela lei deste país, desde 1970, e têm sido realizados esforços de re-introdução, mas a captura ilegal faz baixar os números continuamente. Calcula-se que existam cerca de 1000 animais em cativeiro, mas com reprodução pouco satisfatória.

Pássaro azulão - Cyanocompsa brissonii - Alto risco de extinção - É uma ave passeriforme da família Fringillidae. Também é conhecida pelos nomes de azulão-bicudo, azulão-do-nordeste, azulão-do-sul, azulão-verdadeiro, guarundi-azul, gurandi-azul, gurundi-azul e tiatã. O azulão mede aproximadamente 15 cm de comprimento. 
 Esta ave é encontrada na beira de pântanos, matas secundárias e plantações, do Nordeste e Brasil central ao estado do Rio Grande do Sul, bem como na Bolívia, Paraguai e Argentina e também no norte da Venezuela e Colômbia. Existem algumas diferenças entre espécies de regiões diferentes.

Maria-leque-do-sudeste - Onychorhynchus swainsoni - A Mata Atlântica é o bioma mais ameaçado do Brasil. O desmatamento dizimou a floresta, que hoje mantém um pouco mais de 7% da sua cobertura original. Ainda assim possui uma alta biodiversidade. 
 São mais de mil espécies de aves, sendo que muitas são endêmicas, ou seja, só existem ali. A maria-leque-do-sudeste só é encontrada na Mata Atlântica e sofre com a fragmentação da floresta. Status na IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza, na sigla em inglês): espécie vulnerável
 Fonte:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...