Friday, March 1, 2013

Crendices populares: Verdades e mentiras

Transmitidas de geração para geração, existem crenças que atravessam os séculos e ainda encontram eco nos dias de hoje, agora principalmente, através da Internet. 
 Portanto vamos às verdades e mentiras:

1) Não se deve tomar banho depois da refeição
Depende do tamanho da refeição!
Após uma comidinha leve não tem problema. Mas, depois de uma feijoada, o banho vai dificultar a digestão.
Após a refeição, o metabolismo fica todo voltado para o processamento do alimento ingerido e qualquer tipo de atividade física que consuma mais energia vai desviar parte do fluxo sangüíneo para a musculatura, atrapalhando a digestão.
Mas não há nada de errado em dar um mergulho durante um churrasco à beira da piscina.

2) Tomar um copo d'água morna em jejum faz você emagrecer
Mentira. Quem dera!
Mas pode-se tomar água morna de estômago vazio porque ajuda o intestino a funcionar e hidrata o corpo.

3) Coca-Cola melhora enjôo
Mentira. Ledo engano. A Coca-cola irrita a mucosa do estômago e pode causar gastrite.

4) Manga com leite mata
Que bobagem! Certas combinações são de difícil digestão.
Existem estudos que desaconselham comer carne com derivados do leite, porque são proteínas diferentes, que quando misturadas, tendem a se depositar no estômago, tornando a digestão mais difícil.

5) Tomar café à noite dá insônia
Pode ser que sim, pode ser que não. Depende de cada organismo.
Se a pessoa tiver sensibilidade à cafeína, a substância vai funcionar como estimulante.
Chá preto e guaraná fazem o mesmo.

6) Comer banana à noite dá indigestão
Não necessariamente. Mas a banana costuma fermentar no organismo, formando gases.
À noite, como a digestão é mais lenta, essa tendência aumenta.

7) Suco de limão em jejum ajuda a emagrecer
Mentira. Tomar esse tipo de suco em jejum pode ajudar a criar uma gastrite.
O limão é uma fruta muito ácida e não deve ser ingerida de estômago vazio.

8) Comer muito à noite dá pesadelos
Verdade. Com direito a bicho-papão e tudo.
Não se esqueça de que à noite a digestão é mais lenta; se a pessoa come muito e vai dormir, poderá ter indigestão e pesadelos.
A carne, por exemplo, leva mais de 12 horas para ser digerida. O ideal é comer alimentos leves no jantar e evitar queijo e chocolate, que contêm uma substância que induz à dor de cabeça.

9) Ingerir bebida alcoólica no dia seguinte a uma bebedeira cura a ressaca
Mentira! Essa deve ter sido inventada por algum alcoólatra! Isso só vai estimular uma nova bebedeira.
A ressaca melhora com glicose. Beber água com açúcar ajuda, ou até mesmo duas colheres de mel faz muito bem.

10) Água com açúcar tem efeito calmante
Verdade. A mistura, na verdade, tem algum efeito calmante, apesar de não haver estudos sobre o assunto.
Quando a pessoa fica nervosa ou tem uma emoção forte, o sistema nervoso joga adrenalina no sangue e a adrenalina consome a glicose mais rapidamente. O açúcar ajuda a reequilibrar o organismo.

11) Álcool é um estimulante sexual
Uma faca de dois gumes. Em quantidades moderadas pode até ajudar a desinibir os parceiros.
Em excesso é prejudicial porque pode, entre outros efeitos, levar à perda de controle emocional, da potência, e fazer a pessoa acordar no dia seguinte arrependida ou sem saber o que aconteceu. Um trauma.

12) Gemada e amendoim são afrodisíacos
Efeito psicológico. Não há, nos estudos da genética dos alimentos, comprovação de que exerçam efeito significativo na complexa estrutura sexual do homem e da mulher.

13) Masturbação em excesso é prejudicial à saúde
Mentira. Há uma lista enorme de crendices relacionadas à masturbação, como a de que provoca rugas, fazer crescer pêlos nas mãos dos meninos ou esgota a quantidade de esperma do homem. Mas, se essa prática provocasse algum mal, pelo menos metade da humanidade estaria doente.

14) Chocolate e amendoim causam espinha
Não existe comprovação na literatura médica, apesar de alguns dermatologistas receitarem dietas para o tratamento de acne. Só os medicamentos podem causar irritação na pele.

15) Pasta de dente cura espinha
Mentira. Pode, inclusive, fazer mal. Os componentes químicos do creme dental podem causar irritação na pele.

16) Levar um susto acaba com soluço
Pode até ajudar, mas só para crianças maiores e adultos.
Ao levar um susto, a pessoa prende a respiração; isso acarreta retenção maior de CO2 - o que cura o soluço.

Consultores: Médicos de diversas áreas: dermatologia, obstetras, nutrologia, medicina ortomolecular, ginecologia, pediatria.

E há mais essas, que ninguém sabe até hoje dizer se são verdade ou mentira:

17) Cruzar com gato preto na rua dá azar
Essa pode ser verdade, principalmente se atrás do gato vier um assaltante!
Na Idade Média, acreditava-se que as bruxas transformavam-se nesses animais.
Por isso, diz a lenda que cruzar com gato preto é azar na certa.

18) Jogar sabão para Santa Clara faz parar de chover
Como se acha a Santa Clara pra jogar o sabão pra ela?

19) Chinelo ou sapato com a sola virada para cima, o pai ou a mãe podem morrer

20) Sol com chuva, casamento de viúva

21) Apontar estrela com o dedo faz nascer verruga
A verruga nasce no próprio dedo ou pode nascer em outro lugar?

22) Mulher que tem o segundo dedo do pé maior que o primeiro, manda no marido
Essa deve ser verdade, conheço várias, embora nunca tenha observado os pés delas.

23) Cortar cabelo na Sexta-feira Santa não cresce mais
Pode ser uma boa forma de economizar o dinheiro do corte de cabelo daqui pra frente...

24) Vassoura atrás da porta espanta visitas
Não funciona, já tentei...

25) Sexta-feira 13 é dia de azar
Diz a lenda que quando as tribos da Escandinávia foram convertidas ao cristianismo, Friga, a deusa do amor e da beleza, foi transformada em bruxa e isolada no alto de uma montanha. Como vingança, ela teria passado a se reunir todas as sextas-feiras com outras 11 feiticeiras, mais o próprio Satanás, para rogar pragas sobre a humanidade. Vem de seu nome as palavras friadagr e Friday, sexta-feira em escandinavo e inglês, respectivamente.

26) Agosto é mês do desgosto
Uma versão dessa superstição vem de Portugal e foi trazida ao Brasil pelos colonizadores portugueses. Diz que as mulheres portuguesas não se casavam no mês de agosto, pois era a época em que os homens zarpavam em expedições à procura de novas conquistas. Casar nesse mês significava, além de ficar só e sem lua-de-mel, a chance de tornar-se viúva.

27) Assobiar à noite chama cobra
No meu apartamento nunca subiu nenhuma...

28) Jogar sal no fogo espanta o azar

29) A pessoa que é pulada não cresce mais


30) O número 7 é o número da mentira ou número mágico
Segundo Pitágoras, matemático e pai da numerologia, o número 7 é sagrado, perfeito e poderoso.
Junto com todos os ímpares, é considerado mágico. Ele aparece em vários fatos históricos.
São 7: sacramentos, pecados capitais, notas musicais, maravilhas do mundo antigo, virtudes, pragas do Egito, dias para a criação do mundo, imperadores de Roma que morreram assassinados.
Além disso, o arco-íris tem sete cores, há o manifesto das sete artes, pula-se 7 ondas no réveillon e 70 x 7 é a conta do perdão.

31) Quem passa debaixo do arco-íris vira mula-sem-cabeça
Mas alguém já conseguiu passar debaixo de um?

32) Quem canta na quaresma vira mula-de-padre
Essa deve ser velha, os padres de hoje andam de taxi...

33) Passar debaixo da escada dá má sorte
A versão mais aceita é a de que ela tenha se originado durante a Idade Média, época dos castelos protegidos por altas muralhas: quando eram atacados, levantavam-se as pontes e fechavam-se os portões de entrada, de modo tal que o único meio de invadi-los era com o uso de escadas.
Como defesa para esse tipo de investida costumava-se derramar óleo fervente sobre os inimigos, e nessa hora, quem subia ou firmava a escada recebia um banho mortal.
Daí surgiu a certeza de que segurar uma dessas peças por baixo não era um bom negócio porque isso poderia trazer má sorte para o infeliz que estivesse em tal posição, pensamento que atravessou os séculos e permanece até hoje simbolizando o receio dos passantes quanto à possibilidade de que alguma coisa possa escapar das mãos do pedreiro ou pintor que esteja trabalhando lá no alto, e lhes caia na cabeça.

34) Quebrar um espelho, dá sete anos de azar
Na Idade Média, por serem muito caros, levaram os nobres que os possuíam a advertirem seus serviçais sobre o extremo cuidado com que a limpeza dos mesmos deveria ser feita, pois quem tivesse a infelicidade de quebrar um deles estaria fadado a viver sete anos de mau agouro.

35) Colocar bolsa no chão faz o dinheiro acabar

36) Andar com uma figa dá sorte
Na Grécia antiga e em Roma, ter uma figa como amuleto era comum, principalmente para mulheres, pois era considerada símbolo de fertilidade. O polegar entre os dedos representaria o órgão masculino penetrando no feminino. No início do cristianismo, acreditava-se que colocar o polegar sob os outros dedos ou fazer figa afastava fantasmas e maus espíritos. Com o tempo, a figa, que foi trazida ao Brasil pelos europeus, passou a ser utilizada para proteção contra mau-olhado e influências negativas.

37) Abrir guarda-chuva dentro de casa traz infortúnios e problemas aos familiares
Dizem que dá azar e quando o fazemos temos de abri-lo e fechá-lo três vezes seguidas.
38) Comer sementes de romã traz prosperidade
Originária do sul da Ásia, a romã era cultivada pelos fenícios, que associavam o fruto à riqueza.
Pela tradição, para que não falte dinheiro, deve-se comer sete sementes da fruta e guardar os caroços na carteira até o ano seguinte.

39) Ferradura dá sorte
É considerado um amuleto de sorte desde a Grécia antiga.
Primeiramente, ele era confeccionado em barro, elemento que os gregos acreditavam servir como proteção de todo mal.
Além disso, o seu formato lembra a lua crescente, símbolo de fertilidade e prosperidade.
Recomenda-se usá-la no alto da porta, com as pontas viradas para cima, para que a sorte não vá embora. Mas há quem diga que ela deve ficar com as pontas para baixo, para que a sorte se espalhe por toda a casa.
Se não for bem fixada, pode cair na sua cabeça e deixar de ser considerado amuleto de sorte...


40) Santo Antonio é o santo casamenteiro
Fernando de Bulhões, verdadeiro nome de Santo Antônio, nasceu em Lisboa em 15 de agosto de 1192, numa família importante e cheia de posses.
Seu pai, Martinho de Bulhões, era cavaleiro do rei Afonso II de Portugal, e Maria, sua mãe, era parente de Failo I, o quarto rei das Astúrias.
Abdicou de sua riqueza aos 15 anos, quando entrou para um convento agostiniano em Lisboa.
Em 1220, ao ingressar na Ordem Franciscana, trocou seu nome para Antônio.
Morreu aos 39 anos, numa sexta-feira 13 de junho de 1231, e 11 meses depois foi canonizado pelo papa Gregório IX. Desde então, é objeto de grande devoção popular.
É considerado o santo casamenteiro e o padroeiro dos pobres, sempre envolto em muitas rezas e simpatias.

41) Pé de coelho dá sorte
Carregar um pé-de-coelho no bolso para atrair a sorte não veio deste animal, mas da lebre.
O rito nasceu da crença de que os ossos das patas da lebre poderiam curar gota e outros reumatismos.
Para ser eficaz, o osso devia ter uma articulação intacta. Por serem tão parecidos, a lebre e o coelho passaram a fazer parte dessas crendices relativas a suas virtudes mágicas.

42) Encontrar um trevo de quatro folhas
O trevo é uma planta com três folhas, mas quando encontrado com quatro folhas, algo raro, é sinal de boa sorte. Entretanto, para que ele dê sorte, o trevo de quatro folhas deve ser recebido de alguém e repassado para mais três pessoas.




Fonte: Webnota10



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...