Wednesday, March 27, 2013

A Grande Praça de Bruxelas decorada com um tapete de 600.000 begônias

A Grand-Place de Bruxelas (português: Praça Grande) é a praça central de Bruxelas. Nela ficam o Hotel da Cidade e a Casa do Rei. Alguns autores, entre os quais Victor Hugo, consideram-na a mais bela praça do mundo. Foi inscrita em 1998 na lista de Património Mundial da UNESCO.
 A Grand Place é o centro geográfico, histórico e comercial de Bruxelas, e o primeiro local a ser visitado por quase todos os turistas. Esta movimentada praça empedrada mantém-se o centro cívico da cidade, passados séculos da sua criação, e o melhor exemplo da arquitectura belga do século XVII. 
 No século XI realizavam-se mercados ao ar livre e no final do século XIV foi construída a Câmara Municipal de Bruxelas, o Hôtel de Ville (Town Hall), e os comerciantes acrescentaram sedes de guildas numa mistura de estilos. 
 Em 1695, dois dias de intensos bombardeamentos franceses destruíram tudo excepto a Câmara Municipal e duas fachadas de guildas. Os comerciantes reconstruíram as suas salas em estilos aprovados pelo Conselho Municipal, originando a harmoniosa unidade de edifícios da Renascença flamenga que vemos hoje.
A Grande Praça de Bruxelas, um dos lugares mais visitados da Bélgica, é coberta por um gigantesco tapete de flores com as cores dos tecidos africanos, um acontecimento que, como a cada dois anos, encanta mais de 100.000 turistas.
 Cerca de 600.000 begônias cultivadas na Bélgica são usadas para a confecção deste tapete inspirado em tecidos da Etiópia, Congo, Nigéria, Botsuana e Camarões. A peça multicolorida tem 1.800 m2 (75mX25m). 
 Este acontecimento, que ocorre a cada dois anos desde 1980, atrai muitos turistas, explicou o encarregado da pasta, Philippe Close.
 
 


Fonte: 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...