Sunday, February 3, 2013

Macaco lesula - Cercopithecua lomamiensis

Foi descoberto no coração do Congo por pesquisadores americanos, segundo divulgou a revista científica "Plos One". O achado foi realizado pelos cientistas John e Teres Hart, que viram os primeiros exemplares em junho de 2007 nas florestas da bacia do rio Lomami, no centro da República Democrática do Congo.
Macaco lesula  -  Cercopithecua lomamiensis
Os exemplares desta nova espécie, que se alimenta de vegetais, são ariscos e de tamanho mediano. O primeiro contato aconteceu quando os pesquisadores de campo localizaram um exemplar jovem cativo na região de Opala. Buscas posteriores permitiram localizar outro exemplar e em algum tempo depois foi realizada a primeira observação em liberdade destes animais, na região de Obengue. 
Macaco lesula  -  Cercopithecua lomamiensis
A população desta nova espécie é exclusiva das florestas tropicais das terras baixas do Congo e os pesquisadores recomendaram utilizar a denominação comum de lesula, já que esse é o nome usado para chamar o animal em sua área de incidência.
Macaco lesula  -  Cercopithecua lomamiensis
A pesquisa contou com o apoio da Fundação Arcus e do Departamento de Vida Selvagem e Pesca dos Estados Unidos, entre outras instituições. A descoberta foi considerada importante pois encontrar novas espécies na África é muito difícil (a última vez que isso ocorreu foi há 28 anos). Além disso, a nova espécie ajudará na pesquisa da história evolutiva dos primatas.
Macaco lesula  -  Cercopithecua lomamiensis
Os lesula fazem parte da família dos Corcopithecini, endêmicos da África Subsaariana, e as análises genéticas e morfológicas realizadas provaram que o animal é mesmo uma nova espécie.

Fonte: leia noticia
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...