Sunday, January 13, 2013

Você sabe usar hashis corretamente?

A culinária japonesa é uma das que mais se populariza no Brasil, mas apesar do gosto pelos pratos coloridos e cheios de sabor, o uso do hashi, os tradicionais talheres usados há milênios, e outros detalhes importantes da etiqueta à mesa nem sempre são seguidos.
Mas antes de tudo, vamos aprender um pouquinho sobre isso...

Mas afinal, o que é o Hashi?

Os pauzinhos, chamados hashi ou ohashi, são os talheres dos japoneses. Não se sabe ao certo como e quando surgiram. No entanto, acredita-se que os chineses foram os primeiros a usá-los. Somente depois o costume chegou ao Japão.

Antes disso, os orientais comiam com as mãos até que encontraram outro meio de levar os alimentos à boca. A ideia foi amarrar dois gravetos pelas pontas para que funcionassem como pinça, podendo, assim, agarrar e segurar algo. Então, perceberam que, se tivessem habilidade manual, conseguiriam usar os dois palitinhos soltos.

Hoje, existem hashis de vários tipos, tamanhos e cores. Há aqueles vendidos para casais, por exemplo, em que o maior é para o homem e o menor, para a mulher. Outros têm finalidades diferentes, como o destinado a alimentos lights (com menos calorias), que é mais leve e delicado.

Quem está acostumado a comer apenas de garfo e faca acha complicado usar o hashi. Para aprender a utilizá-los, as crianças japonesas costumam treinar levando amendoins – com o auxílio dos pauzinhos – de uma tigela para a outra.
O curioso é que no Japão alguns habitantes não sabem a maneira correta de manuseá-los. Acredita-se que isso aconteça porque, após a Segunda Guerra Mundial, no fim da década de 1940, o país ficou tão destruído que as famílias passaram a se preocupar mais com a alimentação e Saúde dos filhos do que com a Educação. Desse modo, deixaram de ensinar algumas normas de bom comportamento.

Veja quais as principais regras que envolvem a gastronomia japonesa com as dicas da consultora empresarial Lumi Toyoda.

Veja as dicas da etiqueta japonesa:

1 - Há movimentos que são proibidos com o hashi. Não use os hashi para empurrar louça nem apontar para a comida. 
2 - Nunca devem ser usados como garfos, ou seja, para espetar a comida. Esse gesto só é usado em cerimônias dedicadas a pessoas que já morreram, já que são tradicionais na cultura japonesa os eventos que envolvem refeições para homenagear os antepassados.
3 - O contato do utensílio é feito apenas com a comida, mas isso não significa que é permitido ficar mexendo nos itens para escolher. Essa regra é universal. Encoste seu talher apenas no alimento que irá comer.
4 - Não é feio tentar manusear os hashi. Como não se trata de utensílios normalmente usados na cultura ocidental, ninguém é obrigado a ser mestre na arte de comer com pauzinhos.
5 - Caso a pessoa não consiga comer com hashi, pode pedir talheres convencionais.
6 - Ao começar a refeição com um tipo, termine o prato assim. Não use hashi para comer sushi e garfo para pegar o arroz, por exemplo.
7 - Não use os hashi para cortar os alimentos, pois a maioria deles já vem servida em porções que podem ser levadas inteiras à boca.
8 - No caso de receitas maiores, como os rolinhos primavera, o hashi pode ser usado para cortá-lo em pedaços que caibam na boca.
9 - Não é falta de educação usar hashi com elástico, pois facilita muito o manuseio.
10- A posição correta é mantê-los paralelos entre a pessoa e as tigelas, sempre apoiados sobre um suporte, chamado hashioki.
11- Existe uma maneira correta de segurar o hashi. Prendemos a parte superior de um hashi na raiz do polegar com a primeira falange do dedo anelar. O segundo hashi é que será manipulado, seguro pelos dedos indicador e médio.
12- Quando for comer arroz, a tigela deve ser erguida e segura pela base com a mão esquerda. A direita segura o hashi, apoiado principalmente no dedo médio.
13- Sushis e oniguiris (bolinhos de arroz) podem ser comidos com as mãos. Inclusive, os dedos podem levar o alimento para serem molhados no shoyu. A única recomendação é molhar apenas o peixe para que o arroz não se desmanche.
14- As diversas receitas de macarrão devem ser comidas com hashi, mas pode-se pegar uma ponta do alimento e chupar para dentro da boca. Não é falta de educação fazer barulho. O caldinho pode ser tomado diretamente da tigela, segurando a louça com as duas mãos.
15- O saquê deve ser servido por outra pessoa e não por você mesmo. A consultora ensina que se uma pessoa se servir quer dizer que está com dores de cotovelo.
16- Segurar objetos com ambas as mãos é sinal de respeito na cultura japonesa. Isso chega até a mesa. Todos os objetos, como xícaras ou tigelas, devem ser segurados com as duas mãos, como as cuias usadas para tomar missoshiro.
17- Se a peça for pequena, como a taça do saquê ou xícara de chá, por exemplo, segure a peça com uma das mãos e use a outra para apoiar sua base.
18- A toalhinha quente normalmente oferecida logo ao sentar à mesa em restaurantes japoneses serve para limpar as mãos, mas também pode ser usada no rosto.


Fonte:  Terra/Culinária  -  Miriannosekai


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...