Saturday, January 26, 2013

Fuja da solidão: ter amigos faz bem para o corpo e retarda o envelhecimento

Uma pesquisa da Universidade da Califórnia, em São Francisco, publicada em julho, revela que a solidão é um fator de risco para a morte prematura em adultos que têm mais 60 anos. Mais de 43% dos 1.604 participantes do estudo, relataram que se sentiam excluídos, isolados e sem companhia com frequência.
Ter amigos ajuda no combate à solidão
 A maioria das pessoas solitárias (62,5%) era casada ou não morava sozinha, uma indicação de que se sentir solitário e estar sozinho não são a mesma coisa. "Não é a quantidade, mas a qualidade de seus relacionamentos que importa", diz a geriatra Carla Perissinotto, que liderou o estudo.

"Os efeitos da solidão para a saúde não devem ser ignorados. As pessoas solitárias não têm a iniciativa de conversar com um médico ou com os filhos. E se elas não conversarem com ninguém a respeito, ninguém vai tomar conhecimento — alerta.

Outras pesquisas descobriram que a solidão crônica está associada a problemas de pressão arterial alta, doença cardíaca coronária, diminuição da resposta imunológica, depressão, dificuldades de sono, declínio cognitivo e demência.
Ter amigos ajuda no combate à solidão
 "Até o momento, os pesquisadores ainda não compreenderam o modo como a solidão prejudica a saúde e acelera o envelhecimento " diz a psicóloga Louise Hawkley, da Universidade de Chicago. As pessoas cronicamente solitárias, estimadas em 20% da população em geral e até 40% dos adultos com mais de 65 anos, podem ter problemas por causa da maneira como concebem as outras pessoas, conforme Louise. "Em vez de procurar por sinais de aceitação vindos dos outros, as pessoas solitárias ficam em alerta procurando por sinais de rejeição",  diz a psicóloga. 
Ter amigos ajuda no combate à solidão
É preciso aprender a renovar as amizades. "Da mesma forma que nos exercitamos, pagamos impostos e mantemos uma alimentação saudável, precisamos começar a substituir os amigos assim que os perdemos, particularmente quando chega a época da aposentadoria", recomenda Vaillant, autor do livro "Triumphs of Experience: The Men of the Harvard Grant Study" ("Triunfos da Experiência: O Homens do Grant Study de Harvard"), baseado em uma das maiores pesquisas sobre o envelhecimento já realizadas no mundo.

Vaillant aconselha a cultivar amizades com pessoas mais jovens por conta de sua energia e do frescor de sua visão de mundo. "É preciso se interessar em alguém diferente de si mesmo. É por isso que o voluntariado é tão importante, é a única maneira de parar de pensar no seu próprio, único e maravilhoso ego é pensar nos outros.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...